Covid-19: África do Sul regista mais 190 mortes causadas pela pandemia

Pretória – ( Da correspondente ) – A África do Sul regista 190 novas fatalidades resultantes da pandemia da covid-19, elevando o total de mortos a 7 mil 232, disse o ministro da saúde, Zweli Mkhize.

O país possui hoje 459 mil 761 pessoas diagnosticadas com a doença.

As estatísticas demonstram-nos que as mulheres representam a vasta maioria do total das contaminações, revelou pela primeira vez o ministro.

De acordo com o Instituto Nacional de Doenças Transmissíveis, 264 mil 176 dos casos positivos de covid-19 são do sexo feminino, ao passo que 192 mil 480 pertencem ao lado masculino. Existem ainda três mil 105 pessoas acometidas pela pandemia, sem que fosse revelado o género, pontualizou a voz autorizada do executivo sul-africano.

Na terça-feira, prosseguiu, “identificamos menos infecções que no dia anterior, o que quer dizer que contabilizamos abaixo dos 10 mil contágios em dois dias consecutivos, um facto que ocorre pela primeira vez no espaço de um mês”, sublinhou Zweli Mkhize.

O total de testes até aqui realizados é de dois milhões, 830 mil 635, numa altura em que 287 mil 314 pessoas são dadas como recuperadas, confirmou.

Gauteng, acumula 35.8% dos casos positivos e continua a ser a única província que ultrapassou a marca dos 100 mil casos.

Até ao presente momento, diz o governante, o principal centro económico do país (Gauteng), possui 164 mil 584 infecções, seguido pelo Cabo Ocidental com ( 92 983), Cabo Oriental ( 75 067) e Kwazulu-Natal  (68 101) contágios.

Em relação as demais províncias, Free State tem 18 mil 134 casos, North West 17 mil 791, Mpumalanga 11 mil 552, Limpopo sete mil 502 positivos, Northern Cape três mil 997.

O departamento de saúde está a tentar enquadrar geograficamente outros 50 casos já identificados, adiantou.

Ao nível global, existem presentemente 16 milhões, 341 mil 920 casos de covid-19, com um saldo de 650 mil 805 mortos, espelha a Organização Mundial da Saúde  (OMS).

  • Adicione seu comentário