Saurimo sem gasolina há sete dias

 

 

Os principais postos de abastecimento de combustíveis do município de Saurimo, província da Lunda Sul, registam, há uma semana, escassez de gasolina.

O facto está provocar transtornos ao sector de transportes rodoviários da circunscrição, privando a circulação de automóveis e motorizadas.

A Agencia de noticias constatou, nesta sexta-feira nos postos de abastecimento da Pumangol e Sonangol, filas extensas viaturas e motorizadas estacionadas, aguardando pela chegada de gasolina.

Diante da situação, alguns moto-taxistas estão a recorrer ao mercado informal para a aquisição do combustível e quando conseguem elevam o preço da corrida de táxi de 200 e 300 Kwanzas por pessoa, situação que constrange muitas famílias dependentes destes serviços.

“Faz cinco dias que procuro gasolina em bombas de combustíveis, mas não encontro”, disse o automobilista, Alberto Luciano à ANGOP, e como alternativa tem recorrido ao mercado informal.

O entrevistado contou que hoje comprou o litro de gasolina a 500 kwanzas, sob o risco de ser adulterada e prejudicar a viatura.

Realçou que em todas bombas que passou encontrou gasóleo.

Óscar Inês, outro entrevistado, disse que a gritante falta da gasolina está a dificultar a sua vida, mas prefere evitar a compra na rua, devido a má qualidade do produto, aguardando que a situação seja regularizada.

Referiu que um funcionário da Pumangol o informou que a escassez tem a ver com a morosidade no abastecimento a partir de Luanda e a uma avaria dos camiões na Estrada Nacional 230 (EN230) que Malanje/Lunda Sul.

Por sua vez, Adilson Bernardo lamentou o facto e afirmou que exercer actividade de moto-táxi nestas condições não é salutar.

“ Adquirir a gasolina na rua a preço de 350 e 500 kwanzas o litro, o obriga-me a subir o preço do serviço para não perder e às vezes prefiro parar de trabalhar”, disse o jovem taxista.

Sobre o assunto, a equipa de reportagem da ANGOP tentou contactar os responsáveis dos postos de abastecimento (Pumangol e Sonangol) mas não obteve resposta.

  • Adicione seu comentário