Connect with us

Dicas e Guias

10 Coisas Que Mulheres Autoconfiantes Não Fazem

Publicado

em

Uma mulher autoconfiante é reconhecida de longe.

Completamente segura de si, ela tem total controle de suas emoções e comportamentos, além de saber valorizar bem cada qualidade que possui.

As mulheres autoconfiantes têm luz própria e sabem como se destacar no meio da multidão.

Se você deseja ser mais autoconfiante, veja as atitudes que não fazem parte do dia a dia de uma mulher assim:

1. Ela não se preocupa em agradar todo mundo

Ela sabe que não tem que agradar todo mundo o tempo todo. Ela age e fala de acordo com o que pensa, sem deixar de lado o senso de justiça e a gentileza. Se conseguir agradar, ela vai ficar feliz, caso contrário, permanecerá tranquila, porque sabe que fez o que acreditava ser o melhor no momento.

2. Ela não procura os próprios defeitos

Apesar de saber que ela possui defeitos, uma mulher autoconfiante prefere não colocar o seu foco neles. A sua atenção está voltada para suas qualidades. Uma mulher autoconfiante sabe receber um elogio, sem ter que listar todos os seus defeitos. E isso não é arrogância. É saber que apesar dos defeitos ela tem o seu valor.

3. Ela não perde tempo sentindo pena de si mesma

Ela não se coloca como vítima das circunstâncias ou das pessoas porque sabe que só ela é a responsável por sua vida. Ainda que nem sempre a vida seja justa ou fácil. Ela tem total controle sobre suas emoções e sabe como reagir em cada circunstância.

4. Ela não renega o passado

Se em algum momento de sua vida as coisas não saíram da forma que ela previa, ela não vai esconder isso de ninguém porque tem consciência que a experiência vivida serviu como aprendizado. Mas de forma alguma, ela fica revivendo o passado. O foco dela é o momento presente.

5. Ela não tem medo de solidão

A mulher autoconfiante curte a sua própria companhia e não tem medo do silêncio. Ela sabe se divertir e ser produtiva nesses momentos. Como ela não tem medo da solidão, corre menos riscos de se entregar para pessoas que não a merece. Afinal, ela não vai se envolver com ninguém apenas por carência ou para não ficar sozinha. Ela só entra em um relacionamento quando tiver certeza que vai valer a pena.

6. Ela não se magoa com o sucesso alheio

Ela sabe do tamanho do seu potencial, por esse motivo, se uma pessoa próxima a ela alcançar o sucesso, ela ficará feliz. Ela gosta de celebrar os sucessos das outras pessoas, porque sabe que o sucesso é fruto de muito trabalho. Assim, ao invés de sentir inveja ou achar que foi passada para trás, ela prefere usar esse tempo para correr atrás do próprio sucesso.

7. Ela não desiste quando erra

Esse tipo de mulher não vê no erro uma razão para desistir Ao contrário, ela usa o erro como oportunidade de aprender mais e um incentivo para fazer melhor em uma próxima tentativa. Ao errar, ela analisa os motivos que a levaram ao erro e o que precisa ser melhorado, para então seguir em frente. Por esse motivo, ela não vai repetir o mesmo erro mais de uma vez.

8. Ela não foge de desafios

Por saber o tamanho de sua competência e pela força de vontade de ser sempre melhor, essa mulher não tem medo do desafio. Ela tem a flexibilidade necessária para compreender que as mudanças trazidas com o desafio podem ser vantajosas. Uma mulher autoconfiante sabe que a única coisa que ela tem total controle são suas atitudes. Por isso, quando um desafio é proposto, ela acredita no seu potencial de fazer o melhor possível.

9. Sabe esperar

Em qualquer situação que ela vivenciar, seja um novo negócio ou uma dieta, ela sabe que esperar resultados imediatos só vai gerar frustração. Por isso, ela é comprometida a longo prazo. Sabe que sua energia deve ser dosada e que cada meta alcançada deve ser celebrada. Isso porque ela tem plena consciência que as verdadeiras mudanças são as que levam tempo para serem concluídas.

10. Ela não coloca o seu sucesso nas mãos de outras pessoas

Uma mulher autoconfiante sabe que ninguém mais, a não ser ela própria, é capaz de garantir o seu sucesso. Por isso, ela não enumera culpados por sua vida não estar da maneira que ela planejou. A mulher que sabe o quer, quando percebe que as coisas não estão como ela esperava, para e analisa a situação para saber quais atitudes ela mesma deve tomar para reverter a situação. Elas estão preparadas para trabalhar e serem bem-sucedidas por seus méritos.

 

Continue Lendo
Clique Para Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Dicas e Guias

18 comportamentos de pessoas com inteligência emocional elevada

Publicado

em

Cada pessoa traz em si programas biológicos de ação e reação automáticos. Porém, o meio em que vivemos, nossa cultura local e experiências de vida, vão moldando nossa bagagem biológica para definir nossas respostas e manifestações diante dos estímulos emocionais com que nos deparamos.Algumas pessoas têm alta capacidade de lidar com as emoções e sentimentos sejam seus ou dos outros – mesmo diante de situações desafiadoras, de ansiedade ou estresse. Essa capacidade de lidar bem (ou não) com as emoções pode ser medida e é chamada de inteligência emocional (QE). As pessoas que tem o QE elevado costumam ter comportamentos diferenciados e mais chances de sucesso em empreendimentos.

Veja abaixo quais são esses comportamentos:

1. Amplo vocabulário emocional

Muitas pessoas quando passam por algum problema com suas emoções, apenas expressam que estão se sentindo “mal” ou com um “nó no peito”. Já as pessoas emocionalmente inteligentes podem identificar especificamente como se sentem, “irritados”, “frustrados”, “oprimidos”, ou “ansiosos.”


2. Curiosidade a respeito de pessoas

A vida dos outros e como eles se sentem é importante para a pessoa que tem QE elevado. Um dos sinais marcantes é a empatia. Quanto mais você se preocupa com os outros, mais curiosidade terá sobre eles.


3. Fácil adaptação

As pessoas de alto QE, não se desesperam com as mudanças. Elas sabem que mudanças são necessárias às vezes e estão dispostas a se adaptarem. São flexíveis e sabem que rotinas desgastantes e medo de mudanças são paralisantes.


4. Autoconhecimento

Conhecer seus pontos fortes e suas fraquezas e utilizá-los para seu pleno desenvolvimento é outro comportamento comum de pessoas com inteligência emocional alta. Elas compreendem as próprias emoções e sabem em que são boas e em que são ruins.


5. Senso de julgamento

A inteligência emocional está muito ligada à consciência social. Envolve a capacidade de ver o outro e fazer um julgamento correto sobre seu caráter; é quase uma capacidade de “ler” as outras pessoas. O inteligente emocional compreende seus problemas e motivações, ainda que não sejam aparentes.


6. Autoconfiança

A pessoa que consegue rir de si mesmo, que não se ofende com brincadeiras e até mesmo críticas – pois tem autoconfiança – é uma pessoa emocionalmente bem-dotada. Além disso, os limites entre humor e degradação estão bem claros para ela.


7. Sabem dizer “não”

Tanto a si mesma quanto aos outros. Uma pesquisa da Universidade da Califórnia, concluiu que não saber dizer “não” causa estresse, esgotamento e até depressão. Saber dizer não a si mesmo, adiar a própria gratificação ou exercer autocontrole é característico do QE alto. Dizer “não” aos outros, pode ser libertador. Quando você diz não a um compromisso, isso lhe permite cumprir os que já assumiu e cumpri-los com êxito, já que não há sobrecarga nem pressa.


8. Mudam a si mesmas

Outra característica comum à inteligência emocional alta é a capacidade de ver os próprios erros, corrigi-los ou abandoná-los. Não significa esquecer seus erros, pois se aprende com eles, mas não cometer os mesmos erros novamente.


9. Não são interesseiras

Não dão algo esperando outro em troca. Seus relacionamentos são firmes, porque se preocupam com os outros.


10. Não guardam ressentimentos

Pesquisadores da Universidade Emory demonstraram que guardar rancor faz a pressão arterial subir e causar problemas cardíacos. As pessoas emocionalmente inteligentes sabem que devem evitar a todo o custo.


11. Lidam bem com pessoas

Até mesmo com as chamadas “tóxicas”. Elas identificam as próprias emoções e não se deixam afetar pelo confronto. Mesmo em situações de enfrentamento conseguem encontrar soluções e um ponto em comum.


12. Não são perfeccionistas

Sabem que a perfeição não existe e não perdem tempo procurando por ela. Sabem também que buscar a perfeição que não existe, lhes deixará sempre com a sensação de fracasso e tira seu ânimo para avançar.


13. Apreciam o que têm

Uma pesquisa conduzida na Universidade da Califórnia descobriu que as pessoas que buscam diariamente cultivar uma atitude de gratidão notam melhora do humor, energia e bem-estar físico através da redução do cortisol.


14. Descansam

A qualquer custo. Não negligenciam seu tempo “off-line”, pois sabem que é fundamental para enfrentar a rotina e ter boa saúde.


15. Limitam a cafeína

Cafeína é um estimulante cerebral útil se você precisa de uma resposta do tipo: fugir ou lutar? O que é ótimo, se você está diante de um rinoceronte, mas totalmente desnecessário se for para responder a um e-mail. Indivíduos de alto QE sabem que a cafeína é um problema e não se deixam escravizar por ela. Nem por qualquer outra substância ou hábito.


16. Sono adequado

Pessoas com alto QE são assim por justamente dormirem o necessário. O sono recarrega o cérebro e limpa as memórias desnecessárias do dia através do sonho e armazena as necessárias. Seu cérebro fica alerta e “afiado”. Por isso, sono para pessoas assim é prioridade.


17. Não ruminam pensamentos negativos

Sabem que pensamentos negativos são apenas isso: pensamentos. Sabem que a maioria dos nossos medos jamais acontece. Por isso, se livram dos pensamentos negativos e se movem a uma perspectiva mais positiva.


18. Não se comparam

Sua autoestima é forte. Pelo autoconhecimento e a autoconfiança já citados, não se abalam com comentários alheios e não se comparam com o sucesso dos outros. Quando se sentem bem sobre algo que fizeram, não vão deixar que comentários maldosos lhes tirem a alegria, pois quando se depende da opinião alheia, deixa-se de ser autor da própria felicidade.

Fonte: Escrito por Stael F. Pedrosa Metzger (escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É casada e mãe de dois filhos).

Continue Lendo

Trending