Famosos levantam voz em apoio à manifestação nas ruas de Luanda

 

Face à manifestação ocorrida ontem, 24 de Outubro, em Luanda, em virtude das autarquias e do desemprego, que ficou marcada na história das manifestações em Angola, pelo forte impacto causado, vários são os famosos angolanos que levantaram suas vozes em apoio aos manifestantes.

Alguns, pela primeira vez, e outros, de forma constante, surpreenderam os internautas com as suas reacções que foram dignas de apoio e controversas. Dentre eles destacam-se: Preto Show, que lamentou nas redes social o facto de não ter participado directamente na manifestação: “Hoje pensei e chorei por não ter ido à manifestação, lutar e contribuir para a mudança no país, estou preparado para lutar convosco em todo o lado”, declarou.

Não obstante, Anselmo Ralph surpreendeu igualmente, mostrando-se solidário ao povo, que nos últimos tempos exige a participação das figuras públicas nos protestos. “Eles foram detidos como malfeitores por reclamar os seus direitos, a verdade é que a coragem de poucos irá beneficiar a todos nós”, manifestou o cupido.

Outra que não podia deixar de fazê-lo é a Rainha Njinga do Rap, que reagiu às declarações da Governadora de Luanda, Joana Lima: “Esse método de ameaçar já não resulta, tia… Vocês estão perante uma geração que não tem nada a perder! O Governo deve apresentar soluções, se não tiver… FORA”, redigiu Eva Rap Diva.

Outra que igualmente não se calou foi a cantora Nsoki, que falou sobre a saída dos manifestantes em plena pandemia: “Ninguém sai de casa no pico de uma pandemia para uma manifestação simplesmente para fazer desordem. Quando correr esse risco parece valer a pena é porque as coisas não estão mesmo bem”, declarou.

Apesar de distante da Pátria, a actriz Tânia Burity fez um grito de revolta nas redes sociais, em função da violência policial: “Pelo amor de Deus, não deixai o ódio entrar nos nossos corações! Polícia Nacional é para proteger ou abater?” Questionou, entristecida, usando a hashtag #chegadeviolencia.

Como habitual, outro actor que está igualmente longe de Angola, porém, perto das situações adversas que acontecem no país é Sílvio Nascimento, que escreveu: “Esses são os jovens arruaceiros que os governantes desgovernados que temos dizem ser. Esses senhores não ouvem e nos chamam de arruaceiros nas entrevistas das televisões que eles comandam”, lê-se no longo texto do actor nas redes sociais.

Além desses, outros inúmeros nomes conhecidos também encheram os seus feeds com imagens do ocorrido.

  • Adicione seu comentário