Cidadão espancado até à morte no Mungo por crença em feitiçaria no Huambo

 

Um cidadão, de nome Zacarias Dinguilinha, de 30 anos de idade, foi espancado até à morte, na passada quarta-feira, na Ombala de Lomanda Chieca, no município do Mungo, por outros dois indivíduos, alegadamente pela morte de uma menor, por meio de feitiçaria.

A informação consta no Balanço da Polícia Nacional sobre as ocorrências da semana, que Angop teve acesso hoje, sexta-feira, onde a corporação esclarece que os dois presumíveis autores, de 25 a 36 anos de idade, já detidos, sendo que um dos quais é pai da menor, foram motivados pela crença em feitiçaria.

O relatório, onde lê-se o registo de um total de 25 crimes diversos durante a semana, contra os 21 do igual período anterior, realça igualmente a ocorrência de um homicídio voluntário, ocorrido no bairro da Aviação, arredores da cidade do Huambo, em que foi vítima uma cidadã de 45 anos de idade, que foi atacada, na via pública, por outros dois cidadãos, que se apresentavam embriagados.

Adianta que, antes de matarem a vítima, os dois cidadãos, de 21 e 53 anos de idade, também já detido, violaram sexualmente a mesma.

Ainda de acordo com o relatório, constituiu igualmente facto de realce, do total das ocorrências da semana, a burla por defraudação, de 19 mil kwanzas. O facto deu-se quando o acusado, de 36 anos de idade, recebeu orientações de um outro jovem, de 23 anos de idade, para activar o Multicaixa Express com o número do proprietário, mas que acabou por realizar movimento em proveito próprio.

Com uma área de 35 mil e 771 quilómetros quadrados vivem no Huambo, Planalto Central de Angola, dois milhões e 309 mil e 829 habitantes.

  • Adicione seu comentário