Edmázia Mayembe e Gerilson Insrael protagonizam o décimo concerto “Ao vivo é-Kwanza”

 

Os músicos da actualidade Edmázia Mayembe e Gerilson Insrael foram os selecionados para animar o décimo concerto do programa “Ao vivo é-Kwanza”, a se realizar no próximo sábado (29) de Agosto às 16h30, emitido pelo canal ZAP Viva, numa acção solidária que irá beneficiar várias instituições de caridade.

Pela segunda vez, o palco solidário do “Ao vivo é-Kwanza” faz subir um casal de estrelas fazedoras de músicas da actualidade, Edmázia Mayembe e Gerilson Insrael, para animarem a tarde deste sábado com boa música e entretenimento, com propósito de reverter as doações à instituições que apoiam os mais carenciados.

Durante hora e meia, os artistas convidam Angola a cantar com eles os seus maiores êxitos. Não obstante fazerem parte da nova geração de músicos, a dupla coleciona já um notável número de sucessos musicais, que os telespectadores terão a oportunidade de vibrar, acompanhando a emissão em directo.

O décimo concerto a se realizar no sábado próximo, assemelha-se ao concerto de estreia protagonizado pela dupla Anna Joyce e Edgar Domingos. Diferente da primeira e décima edição, os artistas que actuaram no palco do “Ao vivo é-Kwanza” eram homens nomeadamente Preto Show, Euclides da Lomba, Puto Português, Kyaku Kyadaff, DJs Malvado e João Reis, Calado Show e DJ Nelasta, Ivan Alekxei e Filho do Zua, com excepção ao nono concerto que brilharam três mulheres da actualidade, Titica, Ary e Neide Sofia.

Para doar e apoiar a causa solidária, basta discar *402# e seguir as instruções deste serviço que veio para facilitar as transações e pagamentos dos angolanos.

No final do “Ao vivo é-Kwanza”, 11 instituições de solidariedade irão beneficiar do montante global angariado pelo projecto, designadamente Lar Santa Isabel, o MUSA (Mulheres Unidas e Solidárias de Angola (Musa), Orfanato Pequena Semente, Fundação Ana Carolina, Lar Frei George Zulianelo, Educação Solidária, Lar Consoladora dos Aflitos, Lar da Nazaré, Lar Kuzola, Lar Horizonte Azul e o Instituto Angolano de Combate ao Cancro. São todos projectos associados, respectivamente, ao Vidas ZAP e à Fundação Ana Carolina.

Ao vivo é-kwanza é uma realidade graças à sinergia entre o ZAP Viva e o BAI, duas marcas angolanas que se destacam pelo apoio à cultura nacional.

  • Adicione seu comentário