Staff de Yuri da Cunha diz que o seu artista não usa drogas, nem caminha para a demência

 

O staff do músico angolano Yuri da Cunha negou que o artista esteja com problemas de saúde, derivados do uso de drogas, afirmando estar a ser alvo de uma campanha difamatória.

Nos últimos dias, fotos e vídeos do artista foram partilhados nas redes sociais, dando conta de um pretenso problema de saúde do autor.

Houve, inclusive, figuras públicas a sugerir uma campanha de solidariedade a favor do autor de “Makumba”, que, segundo o seu staff, não usa drogas, nem caminha para a demência.

Reagindo às imagens e vídeos publicados nas redes sociais, em que o artista aparece debilitado, o staff diz tratar-se de uma campanha para “desacreditar e denegrir Yuri da Cunha”.

“Esta cabala é montada por indivíduos bem identificados, que têm como fim único manchar o bom nome de artistas e outras figuras nacionais. O alvo desta vez foi o músico Yuri da Cunha”, lê-se num post do seu staff, publicado na página do Faceboock do artista.

Conforme a sua equipa de trabalho, o artista vive um momento de fragilidade emocional, pela perda recente de vários familiares próximos, e optou por um novo estilo de vida (vegetariano), razão porque apresenta mudanças no físico.

Apelam para o fim daquilo que consideram “estratégia engendrada para deitar abaixo um dos melhores cantores angolanos da sua geração”.

Recorde-se que, em Setembro deste ano, o músico juntou, num concerto celebrativo dos seus 40 anos de idade, no Casino Estoril, em Portugal, Paulo Flores, Bonga, Calemas, Dodje, Dino Santiago, Soraya Ramos e os Mobbers.

Vencedor de vários troféus nacionais e internacionais, Yuri da Cunha ganhou o prémio Rádio Luanda 2008, na categoria “Kianda do Sucesso”, pela quantidade de shows realizados naquele ano e valorização da cultura nacional.

Em 2004, com a música “Makumba”, venceu o Top Rádio Luanda, sendo que em 2009 participou numa tournée do italiano Eros Ramazzotti, por diversos países europeus.

O autor do sucesso “Kuma Kua Kié”, arrebatou o concurso Top dos Mais Queridos por duas ocasiões, em 2009 e 2015.

Yuri da Cunha, que começou a carreira como cantor infantil, ganhou o troféu de Melhor Artista da África Austral, uma distinção da AFRIMMA.

Cantor e compositor, Yuri da Cunha, conta com quatro álbuns “É tudo amor” (1999), “Eu” (2005), “Kuma Kua Kié” (2009) e “O Intérprete” (2015).

  • Adicione seu comentário