Angola

Chivukuvuku descarta envenenamento

O antigo presidente da coligação Convergência Ampla de Salvação Nacional (CASA-CE), Abel Chivukuvuku, rejeitou, nesta quarta-feira, em Luanda, a tese de envenenamento como causa da sua recente hospitalização.

Abel Chivukuvuku
Abel Chivukuvuku

ABEL CHIVUKUVUKU (CENTRO) LADEADO POR FAMILIARES E O SEU MÉDICO

FOTO: ALBERTO JULIÃO

O político, que é hipertenso e padece de talacêmea (baixa hemoglobina), tinha sido internado, em estado de coma, na Clínica Girassol, em Luanda, devido a malária, problemas renais e respiratórios. Fora, depois, evacuado para a África do Sul.

Hoje, num encontro com militantes, na presença de jornalistas, familiares e do médico pessoal, para agradecer o apoio que lhe foi prestado durante o período em que esteve doente, Chivukuvuku anunciou para Agosto a definição do seu futuro político.

“Preparem-se para a primeira quinzena de Agosto”, reagiu à pergunta sobre o seu futuro, afirmando estar recuperado e pronto para servir o país.

Abel Chivukuvuku foi afastado da liderança da CASA-CE por cinco dos seis partidos que integraram o projecto inicial de constituição da coligação e foi substituído pelo vice-presidente André Mendes de Carvalho.

Angop

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button