Angola

Crianças vítimas de mina estão estáveis

As nove crianças, membros da mesma família, que accionaram um engenho explosivo, na noite de sábado passado, no bairro Chissindo, município do Cuito, próximo do supermercado Shoprit, apresentam um estado de saúde estável, segundo o director do Hospital Geral do Bié, Luís Cabaça.

Crianças vítimas de mina estão estáveis
Crianças vítimas de mina estão estáveis

Crianças estão internadas no Hospital Provincial do Bié
Fotografia: Edições Novembro

O médico disse que, das nove crianças, o estado de seis delas é crítico, mas estável, tendo explicado que apareceram naquela unidade hospitalar com ferimentos graves a nível do abdómen, nomeadamente rotura frontal da parede abdominal, causado pela penetração de fragmentos dos engenhos.
Os pacientes foram submetidos a intervenção cirúrgica na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral do Bié e apresentam sinais que revelam estarem conscientes, transmitindo uma identificação racional e parâmetros vitais estáveis, disse Luís Cabaça.
“Actualmente, estamos felizes, porque os doentes recuperam bem, fundamentalmente do ponto de vista psicológico”, disse o médico, para acrescentar que, em relação a outras três crianças, têm apenas ferimentos ligeiros nos braços e em algumas regiõesdos membros inferiores, estando a receber assistência na sala de ortopedia.

Apoio institucional

O governador do Bié, Pereira Alfredo, visitou ontem as crianças vítimas da explosão de engenho, internadas no Hospital Geral do Bié, onde encorajou o corpo clínico a manter o esforço de assistência médica e medicamentosa àqueles pacientes.
Pereira Alfredo mostrou disponibilidade do Governo do Bié em prestar outros apoios, caso haja necessidade, realçando que “vamos manter a nossa função de preservar a vida dos doentes, usando todos os mecanismos disponíveis para o efeito.”
Bernardo Gabriel, tio de duas crianças vítimas da explosão da mina, disse ao Jornal de Angola que, após o sinistro, os primeiros socorros foram assegurados por uma ambulância ao serviço do Hospital Geral do Bié.

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button