Angola

Deputados visitam obras em Viana

A primeira fase das obras de requalificação da Bacia de Retenção do Coelho vai ser concluída no final do mês e a segunda fase no dia 15 de Novembro, garantiu ontem o director do Ambiente e Serviços Comunitários do município de Viana, Fernando Binje.

Em declarações à imprensa no final da visita das deputadas do MPLA Elsa Ambriz e Yolanda de Sousa às infra-estruturas sociais no município de Viana, o director municipal informou que neste momento a empresa de construção Mota-Engil está a realizar trabalhos de limpeza, que consistem na retirada dos solos argilosos da base da bacia para facilitar a permeabilidade das águas das chuvas.

Simultaneamente, estão a ser feitas coberturas para evitar o deslizamento de solos no interior da Bacia e obras de construção de uma linha de tubagem de 1.500 metros que vai passar pela Estrada Nacional para transportar as águas, através de bombas flutuantes, para um colector junto ao Grafanil Bar. Por sua vez, este colector descarrega na linha de água do Cariango, no Cazenga.

“Todos estes trabalhos visam garantir maior comodidade aos habitantes da localidade e aos automobilistas que circulam pela Estrada Nacional 230, evitando assim aqueles constrangimentos que assistimos na época chuvosa passada”, explicou Fernando Binje.

Na segunda fase estão previstos trabalhos de vedação, para evitar o acesso de pessoas não autorizadas, a colocação de placas de betão nos extremos da Bacia para facilitar a circulação rodoviária e evitar acidentes. “Sem medo de errar, este projecto é seguro e jamais veremos a Bacia do Coelho a transbordar”, assegurou o director municipal, dando a conhecer que vão estar disponíveis quatro bombas flutuantes automáticas para fazer o transporte das águas para o colector, para evitar falhas nesta operação em caso de avaria de uma delas.

Outras infra-estruturas visitadas pelas deputadas foram duas novas escolas do ensino primário e primeiro ciclo nos distritos do Zango e Calumbo, que vão ser inauguradas no dia 11 de Novembro. As obras de construção estão concluídas, mas falta ainda o seu apetrechamento. Cada uma tem seis salas de aulas, uma biblioteca, uma sala de informática e uma cantina. A escola de Calumbo possui ainda uma residência T2 para acomodar os professores que residem fora da comuna.

Tags
Mostrar Mais

Ernesto

Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button