Angola

General da USP irrita JES

De entre todos antigos servidores e colaboradores do palácio presidencial, o general José João “Maua”, comandante da Unidade de Segurança Pessoal (USP) é a entidade a quem o ex-Presidente José Eduardo dos Santos é-lhe atribuído manifestações de “ingratidão” por este ter adoptado medidas interpretadas como renegação ao seu antigo patrão.

Fonte: Club-k.net

Afastou soldados  suspeitos de nutrirem afecto pelo  ex-PR

De acordo com apurações, desde a sua recondução ao cargo, o general José João “Maua” realizou alterações que culminaram com afastamentos de soldados que supostamente teriam algum afecto ao ex-Presidente José Eduardo dos Santos. A desilusão provocada por José João “Maua”, é refletida na medida que tomou em transferir para o Estado Maior das FAA, um grupo de soldados com grau de parentesco a um coronel identificado por “Fungo”, que faz parte a vários anos do grupo de avanço de JES e que com ele se mudou para a residência do Miramar.

Para se ser admitido na Unidade de Segurança Pessoal (USP), um dos primeiros requisitos é ter um familiar directo nesta unidade ou na UGP. Há cerca de 8 anos, a USP admitiu como soldado cerca de quatro soldados com grau de familiaridade director ao coronel “Fungo” da escolta pessoal de JES.

JES, entretanto, terá se sentido tocado quando soube que o comandante José João “Maua”, afastou soldados que tem relações de familiaridade com os escoltas que consigo foram transferidos para a sua residência oficial no Miramar. Segundo pareceres, a postura do general “Maua” tem involuntariamente dado consistência a versões próximas a uma posição da deputada ‘Tchizé’ dos Santos, segundo a qual transição no poder não é a que Angola esperava.

 

Fora desta desfeita, o general José João “Maua”, que dentro de dois anos estará a reformar-se por limite de idade, tem chamado atenção de círculos militares por ter proposto a nomeação de um sobrinho coronel Santos Manuel Nobre acusado de colocar na cadeia os seus subordinados sem ouvir a procuradoria militar ou aos órgãos de competentes. Santos Manuel Nobre exercia antes as funções de comandante da guarnição de especial do palácio presidencial (GEPP).

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button