Angola

General da USP irrita JES

De entre todos antigos servidores e colaboradores do palácio presidencial, o general José João “Maua”, comandante da Unidade de Segurança Pessoal (USP) é a entidade a quem o ex-Presidente José Eduardo dos Santos é-lhe atribuído manifestações de “ingratidão” por este ter adoptado medidas interpretadas como renegação ao seu antigo patrão.

Fonte: Club-k.net

Afastou soldados  suspeitos de nutrirem afecto pelo  ex-PR

De acordo com apurações, desde a sua recondução ao cargo, o general José João “Maua” realizou alterações que culminaram com afastamentos de soldados que supostamente teriam algum afecto ao ex-Presidente José Eduardo dos Santos. A desilusão provocada por José João “Maua”, é refletida na medida que tomou em transferir para o Estado Maior das FAA, um grupo de soldados com grau de parentesco a um coronel identificado por “Fungo”, que faz parte a vários anos do grupo de avanço de JES e que com ele se mudou para a residência do Miramar.

Para se ser admitido na Unidade de Segurança Pessoal (USP), um dos primeiros requisitos é ter um familiar directo nesta unidade ou na UGP. Há cerca de 8 anos, a USP admitiu como soldado cerca de quatro soldados com grau de familiaridade director ao coronel “Fungo” da escolta pessoal de JES.

JES, entretanto, terá se sentido tocado quando soube que o comandante José João “Maua”, afastou soldados que tem relações de familiaridade com os escoltas que consigo foram transferidos para a sua residência oficial no Miramar. Segundo pareceres, a postura do general “Maua” tem involuntariamente dado consistência a versões próximas a uma posição da deputada ‘Tchizé’ dos Santos, segundo a qual transição no poder não é a que Angola esperava.

 

Fora desta desfeita, o general José João “Maua”, que dentro de dois anos estará a reformar-se por limite de idade, tem chamado atenção de círculos militares por ter proposto a nomeação de um sobrinho coronel Santos Manuel Nobre acusado de colocar na cadeia os seus subordinados sem ouvir a procuradoria militar ou aos órgãos de competentes. Santos Manuel Nobre exercia antes as funções de comandante da guarnição de especial do palácio presidencial (GEPP).

Tags
Mostrar Mais

Ernesto

Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button