AngolaSociedade

Mais de 25 mil crianças têm pela primeira vez Bilhete de Identidade (BI)

Mais de 25 mil crianças e adolescentes, em todo o país, trataram, pela primeira vez, o Bilhete de Identidade na campanha nacional de emissão do documento “Meu BI rumo à cidadania”, lançado no dia 1 de Junho, pelo Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos.

Mais de 25 mil crianças têm pela primeira vez Bilhete de Identidade (BI)
Mais de 25 mil crianças têm pela primeira vez Bilhete de Identidade (BI)

Mia de 25 mil crianças já têm bilhete de identidade
Fotografia: DR

A campanha, que terminou no dia 29 de Junho, superou, em termos de número de Bilhetes impressos, a mesma actividade realizada no ano passado pelo mesmo Departamento ministerial, que emitiu apenas 14 mil Bilhetes em todo o território nacional.

Até ao terceiro sábado, isto é, dia 15, a campanha “Meu BI rumo à cidadania”, dirigida apenas a crianças e adolescentes com idades entre os seis e os 17 anos, já tinha emitido cerca de seis mil Bilhetes.
Luanda, com 9.710, foi, mais uma vez, a província que mais documentos emitiu, seguida de Benguela com 2.547, Huambo 2.065, Cabinda 1.399, Lunda-Norte 1.353 e a Huíla com 1.322.

O Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos afirmou, no seu boletim informativo, que a campanha “terminou de forma exitosa”, tendo superado todas as expectativas, o que levou a agradecer aos pais e encarregados de educação, por terem aderido à campanha em massa.

O fim da campanha, esclarece o Ministério, não impede os pais que não conseguiram tratar o documento para os filhos a dirigirem-se aos postos de Identificação Civil e Criminal espalhados pelo país para o fazerem.
À semelhança do que aconteceu na campanha do ano passado, em que muitos pais defendiam a não exigência do Assento de Nascimento, de forma a permitir que muitas crianças beneficiem da oportunidade, este ano voltou a registar-se o mesmo cenário.

Muitos pais e encarregados de educação voltaram a bater na mesma tecla. De acordo com os pais e encarregados de educação, pelo facto de o referido documento ser emitido pela mesma instituição que realiza a campanha, não devia ser de novo exigido.

O Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos esclarece que a Lei 4/09 prevê que para a obtenção do Bilhete de Identidade, pela primeira vez, o cidadão deve apresentar o Assento de Nascimento. Uma fonte deste departamento ministerial acrescentou que as campanhas realizadas não anulam este princípio.

JA

Tags
Mostrar Mais

Ernesto

Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button