Mutindi afasta professor por pertencer a oposição

O gabinete provincial de educação ciência, tecnologia e inovação afecto ao executivo do governo Pedro Mutundi, no Cuando Cubango, propôs o afastamento de Samuel Messene das funções de director do complexo escolar CCM2, por alegadamente pertencer ao Partido de Renovação Social (PRS).

Fonte: Club-k.net

Mutindi afasta professor por pertencer a oposição
Mutindi afasta professor por pertencer a oposição

A proposta esta expressa numa comunicação do director provincial, Miguel Kanhime, datada de 15 de Abril, na qual sustenta a sua proposta alegando que aquele professor deve ser afastado “por desempenhar também as funções de Secretario provincial do PRS e a direção da União deve propor com urgência outro director, enquanto exercer essas funções deve trabalhar apenas como professor.”

“Segundo a orientação superior se se mantiver no cargo o gabinete provincial da educação ciência, tecnologia e inovação desativará esta Escola do mapa deste Gabinete e, não se responsabilizará pelas assinaturas e vistos que a escola vier a necessitar”, le-se no documento que o Club-K, teve acesso.

 

Mutindi afasta professor por pertencer a oposição
Mutindi afasta professor por pertencer a oposição

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *