Angola

TAAG fecha com êxito com o Programa de Auditorias de Segurança da IATA

A TAAG, Linhas Aéreas de Angola, encerrou com êxito o Programa de Auditorias de Segurança da IATA (IOSA), voltando a ter acompanhamento periódico e regular dos seus órgãos, revelou hoje o ministro dos Transportes, Ricardo D’Abreu.
TAAG fecha com êxito com o Programa de Auditorias de Segurança da IATA
TAAG fecha com êxito com o Programa de Auditorias de Segurança da IATA

Ao discursar na sessão de abertura do III Conselho Técnico Aeronáutico, que decorre quinta e sexta-feira, em Luanda, Ricardo D’Abreu aproveitou para felicitar a TAAG e recordar a necessidade de se trabalhar no reforço do Sistema da Aviação Civil.

Para o governante, só a conformidade entre o sistema nacional e as normas e práticas recomendadas pela Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA) poderá permitir que Angola se inscreva como HUB regional preferencial no mapa das opções de operações de tráfego, destino ou trânsito e segurança aérea internacional.

Na ocasião, o ministro anunciou a assinatura de um contrato, entre a TAAG e um prestador de serviços de nível mundial que não mencionou, que autoriza a companhia angolana de bandeira a voar para os Estados Unidos da América, sem restrições, dentro de 18 meses.

Considerou que todas estas conquistas se devem à importância estratégica que o governo concede ao sector e que culmina com a recente aprovação de uma nova lei que consagra a criação da autoridade nacional da aviação civil independente.

O ministro disse que o sub-sector da aviação civil pode ter um papel crucial, na dinamização e diversificação da economia nacional, dando mais oportunidades e mais empregos, além de ser capaz de induzir o crescimento de outros sectores importantes como o turismo e o comércio.

Falou, também, das Linhas de Orientação Estratégica para o Sector da Aviação Civil, um projecto do governo que, de entre outros pontos, prevê a transformação da TAAG em sociedade anónima.

No final de Janeiro deste ano, a Taag foi auditada pela IATA, num procedimento que se denomina IOSA, tendo apresentado algumas “não conformidades”, que depois de corrigidas e implementadas culminaram no resultado que a confirma e mantém na qualidade de membro (da IATA) na sua plenitude.

A auditoria IOSA é um sistema de avaliação internacionalmente reconhecido e aceite, para apurar a conformidade das operações de uma companhia aérea.

O III Conselho Técnico do Ramo da Aviação Civil tem como objectivos promover o debate sobre os principais desafios da Aviação Civil, estabelecer pontes entre os provedores de serviços aeronáuticos e o órgão regulador, bem como aprovar um leque de recomendações que permitam elevar os níveis de segurança operacional.

No encontro, que decorre sob o lema “Todos unidos para o reforço do sistema da aviação civil em Angola”, participam o secretário de Estado para a Aviação, Cruz Lima, os PCA e PCE da TAAG, Helder Preza e Rui Carreira respectivamente, assim como o director do Inavic, Gaspar Santos.

Participam, igualmente, directores nacionais dos Transportes, controladores de trafego aéreo, entre outros especialistas do sector.

Angop

Tags
Mostrar Mais

Ernesto

Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button