Anna Joyce no Conversas Acústicas

O evento consiste em noites multiculturais de sons, sabores e histórias, contadas, cantadas,  saboreadas e apreciadas num ambiente intimista

O artista vai partilhar a história da sua trajectória através das músicas que mais a marcaram, enquanto a chef Rossana Carvalho que apresentará um menu de degustação especialmente criado para a ocasião, composto por quatro pratos.

A artista plástica Andreia Gamboa completará o elenco das artes, com uma mini-exposição e a criação de uma obra ao vivo sob o olhar atento do público durante a noite, que poderá ser depois adquirida no local.

O projecto é uma série de 12 “experiências únicas e inéditas em Angola, que semanalmente, aos sábados, vão juntar a música, a gastronomia e as artes plásticas, em noites interactivas
destinadas a despertar os cinco sentidos”.

O conceito é unir a música, o fine dinning e a pintura, mostrando o que de melhor a cultura e o turismo de Angola têm a oferecer.

Por este palco já passaram Yola Semedo, Kyaku Kyadaff, Ary e Puto Português. Natural de Luanda. Ana Joyce começou a cantar no coro infantil da Igreja Matriz de Odivelas, em Lisboa, onde viveu com os seus irmãos. Foi por influência da sua irmã Tânia que começou a compor músicas infantis aos 10 anos.

Já na adolescência, começou a fazer coros musicais para amigos o que a levou a compor e a gravar as suas primeiras musicas pela Killa Records, projeto que acabou por nunca ser lançado.

Anos mais tarde num encontro com o cantor e produtor Johnny Ramos, Anna Joyce decide viajar para a Holanda onde grava a música “Não Vales Nada” que fez parte do cd de estreia do Dj Kapiro.

No final de 2012, a Joyce fez parte da colectânea musical da Milionário Records com a música “Se Olhasses Para Mim”, o que lhe deveu a sua primeira nomeação no Top Rádio Luanda como melhor voz revelação.

Em 2014 lançou single intitulado “Diário de Mulher” e, em 2016 colocou no mercado o disco “Reflexos”.

  • Adicione seu comentário