Connect with us

Angola

Comandante da Polícia em Luanda quer apoio da população

Publicado

em

O novo comandante provincial de Luanda, da Polícia Nacional, Eduardo Cerqueira, pediu ontem a colaboração da população, para o êxito do trabalho de prevenção e combate ao crime na capital do país.

Falando no acto de tomada de posse que se realizou no salão Nobre do Ministério do Interior, Eduardo Cerqueira garantiu dar continuidade ao trabalho feito em prol da segurança e do ambiente harmónico, entre a população e a corporação.
Além de Eduardo Cerqueira, tomaram posse os novos comandantes provinciais do Huambo e do Cuanza -Sul, respectivamente, Francisco Ribas e José Canelas e foram patenteados, José Fernandes, Natalício António e António Alberto, para os graus de subcomissários da Polícia Nacional.
O secretário de Estado para o Asseguramento Técnico, Salvador Rodrigues, que conferiu posse aos novos membros, em representação do ministro do Interior, Ângelo Tavares, recordou a necessidade de cada um trabalhar para a garantia da ordem e da segurança dos cidadãos.Salvador Rodrigues apelou, aos oficiais comissários da Polícia Nacional, para a necessidade da preservação em primeira instância da vida humana, e tudo fazerem para que os cidadãos possam ser servidos da melhor forma.
Aos empossados, o secretário do Interior, para o Asseguramento Técnico, pediu rigor no cumprimento da lei, como uma obrigação e que compete à Polícia Nacional servir o Estado, que representa a garantia de segurança e manutenção da ordem.
Recordou, que em Luanda existem vários aspectos, que preocupam a corporação. “Devemos estar atentos a tudo, vamos nos organizar para dar passos seguros, contar com efectivos com capacidade de despenhar um trabalho árduo de prevenção e combate ao crime, respeitando a população”.

Continue Lendo
Advertisement
Clique Para Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Angola

Macon abre rota internacional Luanda-Kinshasa

Publicado

em

Depois de Luanda -Windhoek, a operadora de transportes rodoviários Macon abre, neste semestre, a sua segunda rota internacional Luanda-Kinshasa (via Luvo), Kinshasa-Matadi e Kinshasa-Yema, na fronteira com a província de Cabinda, anunciou hoje o Presidente do Conselho de Administração da empresa, Luís José Ndapuka Máquina.

MACON APRESENTA NOVA FROTA DE AUTOCARROS

FOTO: ANTÓNIO ESCRIVÃO

De igual modo, a transportadora vai expandir os seus serviços, em breve, na sua primeira rota internacional Luanda-Windhoek, com as linhas Windhoek-Walvis Bay e Oshicango-Katima Mulilo, via Rundo. Porém, em Windhoek, a Macon opera actualmente a linha Windhoek-Oshicango e Windhoek- Katima Mulilo.

Estes novos objectivos resultam dos investimentos da companhia em 55 novos autocarros com capacidade de 48 lugares para o transporte rodoviário interprovincial. Uma frota que entra, a partir de hoje, em actividade em 64 rotas interpovinciais.

Para a aquisição da nova frota, a empresa investiu 6,5 milhões de dólares norte-amercianos. Como resultado da aplicação serão criados, só na rota com a RDCongo, pelo menos 20 novos postos de trabalhos, entre motoristas, cobradores e auxiliares administrativos.

Com a nova aquisição, a empresa constitui uma frota de 648 autocarros. Quando iniciou a sua actividade em  25 de Maio de 200, detinha um total de 25 autocarros urbanos e um quadro de pessoal de 140 trabalhadores.

Hoje, a transportadora emprega dois mil e 910 trabalhadores directos e 650 indirectos. Em 2018, transportou 36 milhões de passageiros urbanos e dois milhões e 400 mil passageiros nas rotas inter-provinciais.

Luís Máquina, ao intervir na cerimónia de apresentação dos autocarros e de abertura do novo terminal de embarque, testemunhada pelo ministro dos Transportes, Ricardo D’Abreu, reconheceu as reclamações dos passageiros, sobre os atrasos nas partidas e avarias dos meios.

Entretanto, disse que a solução dos problemas consiste num esforço conjugado entre o Estado (melhorar as vias) e os operadores (conservar as vias). Mas adiantou que parte dos problemas será resolvido com a nova frota.

Continue Lendo

Trending