CrimeGeral

Crimes aumentam em Benguela no III trimestre do ano

Benguela - Oitocentos e vinte e sete crimes diversos, mais 73 em relação a igual período anterior, foram registados durante o III trimestre deste ano na província de Benguela, pelo Comando local da Polícia Nacional, dos quais 532 foram esclarecidos.

De acordo com o director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do Ministério do Interior em Benguela, superintendente – chefe Pinto Caimbambo, destes crimes, que resultaram na detenção de 561 cidadãos, figuram 496 contra propriedades, 235 contra pessoas, 45 económicos, 51 contra a ordem e tranquilidade pública.

A fonte adianta ainda que, dos crimes contra as pessoas, destacam-se 34 violações, sendo 12 de menores de 12 anos e 11 casos de homicídios voluntários, enquanto nos delitos contra a ordem pública realce para quatro posses ilegais de arma de fogo e cinco de droga pesada.

Os principais factores e condições que propiciaram a criminalidade na província, disse o responsável, foram a crise económica e financeira que o país vive, o desemprego massivo da camada juvenil, salários baixos, falta de iluminação em alguns bairros periféricos, desentendimentos e divergências entre familiares e vizinhos, apetência ao lucro fácil, crença no feiticismo, questões passionais, incremento de outras culturas e crenças religiosas oriundas de países vizinhos.

Revelou, por outro lado, que, quanto a sinistralidade rodoviária, o comando provincial da PN registou no período em referência 227 acidentes de viação, mais 34 em relação ao mesmo período anterior, que resultaram em 47 mortos, 286 feridos e danos materiais avaliados em 97 milhões e 383 mil e 380 kwanzas (97.383.380,00).

Os acidentes foram causados por 19 colisões entre veículos automóveis, 35 entre veículos automóveis e ciclomotores, 25 entre ciclomotores, 26 choques contra obstáculos fixos, 14 capotamentos, 28 despistes e 80 atropelamentos, cujos municípios mais afectados foram Benguela e Lobito com 79 e 55 casos, respectivamente.

Entretanto, para manter a ordem e segurança pública, a PN e os Serviços de Segurança da delegação do Minint em Benguela realizaram outras 486 acções policiais que resultaram em 779 outros detidos, 23 armas de fogo, sendo 13 do tipo Akm com 178 munições, nove pistolas de marcas diversas com os respectivos carregadores e munições, uma do tipo Mini Uzi.

De acordo com o superintende-chefe, durante a operação foram ainda apreendidas uma caçadeira com oito cartuchos de 12 mm, 12 motorizadas e cinco viaturas de marcas diversas e 12 gramas de cocaína. Foram aplicadas e pagas 84 multas por infracções migratórias e detidos nove cidadãos estrangeiros por permanência ilegal.

Para combater os crimes, o comando provincial desenvolve um amplo trabalho de sensibilização da população, através de palestras e programas, quer sejam de rádio ou contactos directo com cidadãos, assim como se apela a necessidade do uso de capacete, prudência na condução e a necessidade do respeito ao código de estrada.

Mostrar Mais

Bernardo Seculo

Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button