Connect with us

Curiosidades

Mulher que dormiu com mais de 10 mil homens conta segredos em livro

Publicado

em

Gwyneth Montenegro, de 39 anos, foi acompanhante de luxo durante 12 anos e dormiu com mais de 10 mil homens. A mulher, natural da Austrália, escreveu agora um livro, onde revela os segredos para ter sucesso no sexo e aquilo que os homens querem ter na cama. No livro “O tabu secreto”, a ex-acompanhante desvenda a indústria do sexo e ensina as profissionais do sexo a serem financeiramente bem sucedidas. Gwyneth tinha 21 anos quando fez o primeiro trabalho como prostituta e revela que a coisa mais importante para os clientes é “que se sintam necessários e desejados”.

“Eles querem uma mulher excitada. É a fantasia principal deles”, afirma. A mulher ainda diz que uma das coisas mais importantes é que pareça “que estamos a gostar, mesmo que estejamos só a fingir”. “Eles são homens comuns que só querem diversão, e querem saber que nós também nos estamos a divertir”, continua. Muitas mulheres da indústria querem usar técnicas muito elaboradas e competem umas com as outras, mas isso deve ser evitado, garante a profissional do sexo. “Não tente superar outra pessoa.

Tem de se trabalhar dentro dos limites”, esclarece. Uma das perguntas que as mulheres mais fazem e querem ver esclarecida diz respeito ao tamanho do peito e a importância que isso pode ter para o parceiro. A antiga acompanhante de luxo revelou que a maioria dos homens prefere a “sensação de seios reais” e que existe um mercado para cada tipo de corpo. “Um dos segredos pouco conhecidos neste mundo, é que há muitos homens que procuram mulheres que não são tão sensuais, que não dão tanto nas vistas, que não são tão bonitas, porque se sentem tímidos e às vezes insuficientes”, revelou. Gwyneth deixa conselhos a quem quer ter sucesso no mundo do sexo, e diz que não é preciso “a mulher ser fatal, mas que quando estiver preparada e se sentir confortável e confiante com o corpo, vai passar a ter uma ótima atitude e energia e vai ser vista como uma profissional”.

“Há muitas mulheres diferentes, de todas as formas, idades, tamanhos, a ganhar dinheiro com o corpo”, afirma a ex-acompanhante. Outro dos mitos é que os homens só querem as mulheres mais jovens. Com a experiência que tem, Gwyneth garante que as mulheres podem ser bem-sucedidas em qualquer idade e que muitas vezes, as de 30, 40 e 50 anos ganham muito dinheiro”. Gwyneth garante que conheceu uma profissional do sexo que, com mais de 70 anos, ganhava mais de 200 euros por hora. A mulher decidiu escrever este guia, que ajuda e capacita as mulheres que querem entrar na industria, porque sabe que muitas das mulheres que tomam a decisão de entrar neste mundo, é porque sofrem de dificuldades financeiras.”Muitas raparigas vêm ter comigo e revelam que estão a desanimadas, amarguradas e com dificuldades de dinheiro… Como é que poderia ficar quieta, quando sei disto? Com a minha experiência com os 10.091 homens, não preciso de mais conhecimento, decidi passá-lo”, conclui a autora do livro.

Continue Lendo
Advertisement
Clique Para Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Curiosidades

Angelina Jolie revela que se tornou actriz apenas para ajudar a mãe a pagar as contas

Publicado

em

Enfrentar as câmaras nunca foi o grande desejo da actriz, mas, na época, a mãe precisava de ajuda com as despesas de casa, daí a necessidade de Angelina Jolie procurar um emprego com proposta salarial aceitável, por coincidência, o mundo dos cinemas era o ideal para a sua estratégia, mesmo não sendo o que sempre quis para a sua vida.

 Angelina Jolie3Numa entrevista concedida ao The Hollywood Reporter, Angelina Jolie, contou que ser actriz não era o seu grande sonho, mesmo sem revelar o que realmente gostaria de ser, a actriz fez saber que a falta de condições financeira, fez com que as pessoas a insistissem a enveredar para este mundo, e hodiernamente não se arrepende, pois, garante estar bem resolvida quanto a sua vida.

“Há muito na minha natureza que não se coaduna com a representação. Sou muito feliz por ser única – sou muito sortuda e afortunada… Acho que quando comecei a representar acabou por ter significado no final. Era um emprego e queria ajudar a minha mãe a pagar as contas. Era um trabalho criativo, algo em que podias explorar épocas diferentes da história, pessoas diferentes, diferentes lados teus, aprender diferentes competências”, explicou.

Recorde-se que recentemente Angelina Jolie, tentou evitar o divórcio com o também actor Brad Pitt, pois, lhe custaria muito dinheiro, na sequência dos acontecimentos escreveu o filme ‘By The Sea’, no qual escolheu contracenar com Brad Pitt, de modo a reacender a chama, mas não obteve sucesso, segundo a media internacional.

Por: Garcia Alberto.

Continue Lendo

Trending