Desporto

ASA desceu de divisão

Histórico do futebol angolano, o ASA desceu de divisão, ao ser goleado pelo Académica do Lobito, por 4-1. A par do 1º de Agosto, o ASA era o único clube que tinha participado em todas as edições do Girabola.

ASA desceu de divisão ao ser goleado pelo Académica do Lobito
Fotografia: Edições Novembro

À quarta foi desta vez. O ASA, histórico e totalista do Campeonato Nacional de Futebol da 1ª Divisão (Girabola Zap), é relegado, 38 anos depois, para o segundo escalão, ao ser goleado ontem pela Académica do Lobito, por 4-1, no Estádio do Buraco.
Com o apoio do público, e a pensar na manutenção, a Académica entrou a pressionar, levando sempre perigo à baliza contrária. Com maior percentagem de posse de bola, os estudantes lobitangas não davam a menor possibilidade de os aviadores meditarem no  jogo. Ao aproveitar uma falha dos centrais do ASA, Germano colocou em vantagem a Académica, aos 11 minutos.
A seguir ao tento, o ASA reorganizou-se e passou a atacar mais a baliza adversária,  já que a permanência passava por uma vitória. Nos derradeiros minutos, a Académica passou por um período de sufoco.
No segundo tempo foi o tudo ou nada. Em ataques planeados, a Académica aparecia com facilidade frente à baliza do ASA, procurando o golo da tranquilidade, que surgiu através de Bruno, aos 49 minutos. Bena reduziu para o ASA, aos 54 minutos.
Melhores na abordagem do jogo, os “estudantes”não cruzaram os braços e ampliaram o resultado com “bis” de Cadu, aos 92 e 94 minutos, para gáudio dos seus adeptos
No ano de estreia, o JGM do Huambo garantiu igualmente a permanência, ao derrotar o Recreativo da Caála, por 1-0, no Estádio do Ferrovia. Aos 67minutos, Nilton substituiu Bernabé, para fazer o golo da manutenção, já no tempo de compensação (97’).
O Progresso da Lunda-Sul derrotou o Desportivo da Huíla, por 1-0, no Estádio do Ferrovia, na cidade do Lubango, com golo solitário de Leonel, aos 51 minutos.
Depois de ser despromovido, por má utilização de Cabibi, o Progresso da Lunda-Sul apresenta amanhã o recurso à Federação Angolana de Futebol (FAF).
No Dundo, o Sagrada conservou o terceiro lugar, após vitória sobre o Libolo, por 1-0, com Guedes a marcar, aos 12 minutos. Frente aos libolenses, os “diamantíferos” alcançaram o 12º triunfo caseiro, contra uma derrota e dois empates.
O Santa Rita despediu-se com vitória sobre o Progresso Sambizanga, por 2-1, no Estádio 4 de Janeiro.
A perderem, por 1-0, os “católicos” puxaram dos galões e inverteram o resultado a seu favor. FC Bravos do Maquis e Interclube empataram (1-1) no Estádio Mundunduleno,
Os “maquisardes” adiantaram-se no marcador, mas os “polícias” restabeleceram a igualdade.

Tags
Mostrar Mais

Ernesto

Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button