Desporto

Djalma Campos escreve história única na Selecção

A sabedoria popular nos diz que “o botão sai a casa”, em alusão às qualidades (defeitos e virtudes) que os filhos puxam dos pais.

Djalma Campos escreve história única na Selecção
Djalma Campos escreve história única na Selecção

Djalma Campos, autor do golo que valeu a Angola a conquista do primeiro ponto
Fotografia: José Cola | Edições Novembro

Porém, o uso da expressão é mais recorrente quando se alude a facto negativo. Nos Palancas Negras, instituição dois anos mais velha da Federação Angolana de Futebol, que completa quatro décadas de existência, a referência ao adágio é pelas melhores razões. Por algo raro no país e no continente. A presença de pai e filho no historial de uma selecção.
Djalma Campos, autor do golo que valeu a Angola a conquista do primeiro ponto, na Taça de África das Nações (CAN), em curso no Egipto até 19 de Julho, assina pela quarta vez um facto digno de realce, por representar o país na fase final da prova, à semelhança do pai, Afonso Abel Campos, referência incontornável do nosso futebol.
Aos 32 anos, celebrados em Maio, o avançado do Alanyaspor da Turquia prolongou na segunda-feira, frente às Águias de Cartago da Tunísia, uma marca única na equipa que mais aglutina os angolanos.

JA

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button