Desporto

Kabuscorp do Palanca recorre junto da FIFA

A direcção do Kabuscorp do Palanca, clube presidido e propriedade de Bento Kangamba, continua a desdobrar-se em contactos junto da Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA) no sentido de esta recuar na decisão de orientar a despromoção do clube do Girabola para o Campeonato Provincial, por violação dos prazos acordados no pagamento da dívida com o ex-futebolista brasileiro Rivaldo.

Kabuscorp do Palanca recorre junto da FIFA
Kabuscorp do Palanca recorre junto da FIFA

Bento dos Santos Kangamba
Fotografia: Vigas da Purificação | Edições Novembro

Em declarações à Rádio Cinco, Bento Kangamba, presidente de direcção do Kabuscorp, disse que o seu clube recorreu da sanção aplicada pela FIFA, embora tenha feito o pagamento da dívida fora dos prazos estipulados.

“Nós escrevemos ao tribunal de segunda instância da FIFA. Penso que o assunto não se esgota aqui. Pagámos, embora fora do tempo prescrito. Apresentámos o comprovativo do pagamento da última tranche da dívida e tivemos a confirmação. Achámos que estamos no direito de recorrer do castigo e tenho a plena certeza num desfecho favorável”, salientou o dirigente desportivo.
O presidente do Kabuscorp do Palanca voltou a tecer duras críticas a FAF, sublinhando que a entidade não soube defender um filiado na resolução do caso Rivaldo.
“Esperávamos mais da FAF. Não encontrámos esta protecção. Na qualidade de representante máximo do futebol angolano, tinha de nos proteger. Não foi o caso”, lamentou Bento Kangamba.
Em reacção às criticas , o presidente do Conselho de Disciplina da FAF, José Carlos, afirmou que “o Kabuscorp está no direito de recorrer da sanção, mas a posição da FIFA é irreversível. Vamos aguardar pelo comunicado da FAF que deve sair amanhã (hoje)”, garantiu o dirigente federativo.
Dos 500 mil dólares negociados com a FIFA, o Kabuscorp pagou 300 mil dólares na primeira prestação, 70 mil dólares na segunda e 89.700 mil euros na última. Contas feitas, a formação do Palanca ainda deve 30 mil dólares ao ex-internacional brasileiro, para totalizar os 500 mil acordados com a FIFA.

ABOLA

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button