Desporto

Palancas Negras garantem oitava presença no Africano

Os Palancas Negras qualificaram-se ontem, pela oitava vez, para a fase final da Taça de África das Nações (CAN), ao derrotar as Zebras, por 1-0, no Estádio do Complexo Desportivo da cidade Francistown, no Botswana, em jogo referente à sexta e última jornada do Grupo I da corrida à prova continental, a ter lugar de 21 de Junho a 19 de Julho no Egipto.

Capacidade de sofrimento valeu aos pupilos de Srdan Vasiljevic a vitória e o apuramento
Fotografia: Vigas da Purificação | Edições Novembro

Depois do atraso do início do jogo, na etapa complementar um corte de corrente eléctrica no estádio impediu o reinício da partida.Apesar do triunfo, os angolanos exibiram um futebol pouco vistoso com jogadas sem consistência, nas transições defesa/ataque. Utilizaram os corredores laterais sem sucesso.
Na segunda parte, a Selecção Nacional abrandou o passo e, fruto desta situação, as Zebras agigantaram-se e quase marcaram o golo da igualdade. Foi uma partida difícil para os Palancas Negras, que acusaram algum desgaste físico.
A equipa angolana entrou com ambição de vencer o jogo, mas a ansiedade quase tomou conta dos jogadores, que denotaram falta de concentração para finalizar oportunidades de golo, antes dos cinco minutos da partida.
Depois do habitual estudo mútuo, Djalma Campos perdeu uma excelente oportunidade de inaugurar o marcador, ao falhar um drible sobre o adversário na área.Wilson Eduardo, que se estreou pela Selecção Nacional, concluiu com êxito uma sobra de bola na área do guarda-redes Ezequielk Morake. Antes, Paizo esgueirou-se do lado esquerdo e cruzou, mas Igor Vetokele acertou no vértice da baliza.
No final da primeira parte, os tswaneses bem apoiados pelo público criaram vários embaraços ao sector defensivo dos Palancas Negras, mas o guarda-redes Tony Cabaça evidenciou o seu actual momento de forma desportiva. Conseguiu evitar três situações de golo das Zebras, antes do intervalo, quando o adversário optou por jogar ao contra-ataque, para surpreender os angolanos.Com este triunfo, os Palancas Negras juntaram-se ao Egipto, Senegal, Mauritânia, Madagáscar, Mali, Argélia, Nigéria, Guiné Conacry, Costa do Marfim, Tunísia e Uganda, na fase final para o CAN.
A Selecção Nacional regressou hoje à madrugada, numa caravana de cerca de 100 elementos, entre atletas, oficiais, funcionários da FAF e 16 dos 18 presidentes das Associações Provinciais de Futebol (APF), convidados pela direcção do organismo reitor da modalidade no país.Para o mesmo grupo, o Burkina Faso venceu, com imensas dificuldades, a Mauritânia, por 1-0, no Estádio 4 de Agosto, na cidade de Ouagadougou.

Desfile na elite

Angola competiu pela última vez na prova em 2013, na África do Sul, tendo ficado no quarto e último lugar do Grupo A, com um ponto, atrás dos Leões do Atlas de Marrocos (3º/03), Tubarões Azuis de Cabo Verde (2º/05) e Bafana Bafana (1º/05).
Os Palancas Negras estrearam-se no CAN em 1996, na África do Sul, onde ocuparam a quarta posição do Grupo A, com um ponto.
A melhor prestação da Selecção registou-se no CAN’2010, disputado em Angola. Foi afastada nos quartos-de-final, pelos Black Star do Ghana, que venceram (0-1), no Estádio Nacional 11 de Novembro.
O sorteio da fase final da competição realiza-se no próximo dia 12 de Abril, na capital egípcia, Cairo, com a presença dos representantes dos 24 países qualificados.

JA

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button