AngolaDestaque

“Operação Resgate” apreende milhões de kwanzas

A“Operação Resgate” apreendeu um total 85.944.080 kwanzas e 482.958 dólares, durante o período de intervenção, em todo o país.

“Operação Resgate” apreende milhões de kwanzas
“Operação Resgate” apreende milhões de kwanzas

Forças da Ordem e Segurança desmantelaram vários grupos
Fotografia: Arimateia Baptista | Edições Novembro | Lubango

Segundo o relatório estatístico elaborado pela Comissão Interministerial criada para o efeito, a que o Jornal de Angola teve acesso, foram encerradas várias instituições religiosas, sendo 1.011 igrejas e 1.297 locais de culto e detidos 7.585 cidadãos, dos quais 5.783 estrangeiros e 1802 nacionais.
O relatório da “Operação Resgate”indica que o trabalho que vem sendo desenvolvido desde Outubro do ano passado, em todo o país, “produziu os efeitos desejados e alcançou os objectivos estabelecidos”.
Neste sentido, foram realizadas 6.932 acções de sensibilização, 12.314 operações de fiscalização, 21.467 interpelações a automobilistas e 6.320 motociclistas, que culminaram com a apreensão de 8.421 motociclos, 2.948 viaturas e 232 armas de fogo. Os membros da Comissão Interministerial encarregada da “Operação Resgate” encerraram 568 cantinas, 194 unidades de saúde, 164 farmácias, 98 oficinas, 40 firmas, 17 supermercados, sete restaurantes, três indústrias e 946 estabelecimentos comerciais não especificados. Também foram desactivados vários locais de venda, com destaque para 629 postos de venda ambulante, 314 áreas de venda de acessórios de viaturas, 283 mercados, 41 pontes e seis postos de câmbio de moeda.

Qualidade de vida

A comissão encarregada de acompanhar o andamento dos trabalhos concluiu que os resultados da “Operação Resgate” indicam a melhoria da qualidade da vida dos cidadãos, tendo mobilizado estes a adoptar posturas positivas que visam melhorar a organização, a harmonia social, económica e a segurança.
No decurso das actividades, que teve a Polícia Nacional e os seus órgãos operacionais à testa, foram desactivados mercados nas vias estruturantes e terciárias, paragens de táxi e passeios, tendo garantido maior mobilidade e conforto dos condutores e peões.

JA

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button