DestaqueEconomia

Venda de diamantes cresce 31 por cento

A comercialização de diamantes registou um crescimento homólogo de 31,5 por cento no primeiro trimestre, ascendendo a 2,6 milhões de quilates e a uma receita bruta de 368,6 milhões de dólares, revelou ontem, em Luanda, o secretário de Estado para a Geologia e Minas.

Venda de diamantes cresce 31 por cento
Venda de diamantes cresce 31 por cento

Secretário de Estado Jânio Correia Victor fala à imprensa
Fotografia: Contreiras Pipas | Edições Novembro

As vendas, disse Jânio Correia Victor ao apresentar as estatísticas do primeiro trimestre, representam um aumento de 106 572 560 dólares, ou de 40,7 por cento face às dos primeiros três meses de 2018.
De acordo com os dados, 94,6 por cento da oferta de diamantes (2 503 816,52 quilates) são de origem kimberlítica e 143 398,60 quilates de origem aluvionar. O secretário de Estado da Geologia e Minas também declarou que 93,6 por cento provinha da Lunda – Sul e 6,4 por cento da Lunda-Norte. O Governo pretende aumentar a produção anual de diamantes para 14 milhões de toneladas, anunciou na oportunidade o secretário de Estado de Geologia e Minas, afirmando, no entanto, que neste momento o mercado está estável. “Preconizamos aumentar a produção porque temos metas do Plano de Desenvolvimento Nacional (PDB)2018-2022 que deverão atingir a cifra de 14 milhões. Estamos neste mo-mento com cerca de nove mi-lhões e a perspectiva é boa”, adiantou Jânio Correia Victor.
O chefe do departamento de Planeamento da SODIAM, Sendji Vieira Dias, recordou que durante o período em análise, realizou-se o leilão de diamantes brutos em Angola, onde se registou a venda de sete pedras especiais da Sociedade Mineira do Lulo, que totalizou um volume de 497,95 quilates e uma receita de 16,7 milhões de dólares.

JA

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button