Economia

Angola quer investimento privado russo na economia

Angola e a Rússia assinam amanhã uma dezena de acordos em vários sectores, no quadro da visita oficial do Presidente João Lourenço a Moscovo, a convite do homólogo Vladmir Putin.

Fotografia: Carlos Alberto

Segundo o ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, alguns dos acordos a serem assinados vão consolidar programas e projectos já existentes e outros são novos.

Entre os novos instrumentos jurídicos, o ministro apontou a área Espacial e das Telecomunicações, que considerou de “domínio novo e muito importante” para o futuro do desenvolvimento de Angola.
“Serão assinados cerca de dez instrumentos jurídicos. Mas mais do que os acordos, será reafirmado pelos dois líderes o desejo do reforço das relações, a adaptação dessas relações aos novos tempos e, por isso, no final da visita haverá razões para acreditar numa participação russa cada vez mais dinâmica no nosso desenvolvimento económico e social do nosso país”, sublinhou.
Segundo Manuel Augusto, por ser a primeira visita de Estado de João Lourenço à Rússia, país com quem Angola mantém “relações históricas e sólidas”, as expectativas “são muito altas”.
Um dos objectivos da visita, explicou o ministro à imprensa, é também atrair investimento privado russo. Até agora, acrescentou, as relações são caracterizadas por uma cooperação entre empresas estatais, nomeadamente no domínio das Forças Armadas e da indústria diamantífera.
“Queremos cada vez mais uma participação do capital privado russo. É por essa ra-zão que terá lugar um fórum económico com a participação de empresários angolanos e russos, por via do qual esperamos ver estabelecidos alguns contactos entre empresários dos dois países e passar a mensagem de forma a interessar o empresariado russo”, salientou.
Em relação ao acordo no domínio Espacial, Manuel Augusto disse que se espera uma cooperação entre Angola e a Rússia neste domínio para fins pacíficos.
Os acordos serão rubricados no final das conversações oficiais entre delegações dos dois países, que decorrem no Kremlin, antecedido de um encontro entre os dois Presidentes da República.
Um dos momentos mais altos desta visita é a cerimónia de condecoração, com a Or-dem Agostinho Neto, ao Presidente Vladimir Putin, pelo Chefe do Estado angolano, João Lourenço. Haverá ainda uma cerimónia de deposição de uma coroa de flores no túmulo do soldado desconhecido, em Moscovo.
Para hoje, o programa reserva um encontro com o presidente da Duma, o Parlamento russo, Vyacheslav Nolodin, seguido de uma intervenção do Presidente João Lourenço perante os deputados.

Fórum empresarial

O Chefe do Estado angolano discursa na abertura do Fó-rum Empresarial Angola-Rússia, numa das unidades hoteleiras da capital russa, e no encontro com estudantes angolanos da Universidade Russa de Amizade com os Povos.
Está ainda programada uma visita à Tesouraria-Geral do Estado (local de exposição de diamantes).
A visita de João Lourenço à Rússia tem também uma componente cultural. O Presidente da República assiste, na quinta-feira, a uma apresentação teatral, no Teatro Bolshoi, da peça “Dom Quixote de La Mancha”.
A visita do Presidente João Lourenço à Rússia termina na sexta-feira. Integram a delegação do Chefe de Estado os ministros das Relações Exteriores, Manuel Augusto, das Finanças, Archer Mangueira, das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha, e dos Recursos Minerais e Petróleo, Diamantino Pedro Azevedo.

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Leia também

Close
Back to top button