Economia

Fazenda financiada com fundos públicos está paralisada

A Fazenda Luck Man, no município de Cahombo, parcialmente edificada com fundos públicos, está paralisada devido a alguns problemas técnicos, constatou o ministro do Comércio numa visita ao empreendimento agrícola.

Fazenda financiada com fundos públicos está paralisada
Fazenda financiada com fundos públicos está paralisada

Fotografia: DR

Joffre Van-Dúnem esteve na fazenda enquanto participava na Expo-Malanje, realizada de quinta-feira a domingo último, para determinar que medidas podem ser tomadas para o futuro do empreendimento, edificado como parte dos planos do Governo para reduzir as importações de produtos da sexta básica.

Em declarações proferidas ao longo da visita, o ministro considerou que o capítulo da substituição das importações está a ser bem-sucedido em alguns domínios, como o da produção de ovos, onde o país alcançou cem por cento da sua capacidade em termos de produção.

O Ministério da Indústria, que tutela parte da actividade, orientou durante a visita que a fazenda insista na cultura de arroz, uma produção que tem potencial para impulsionar a economia nacional.

O director da fazenda, Mário da Silva, apresentou o empreendimento como uma área de cem mil hectares, 13 mil dos quais consagrados ao cultivo de arroz, mandioca, frutas e a uma pequena unidade industrial de transformação, para o que foram empregues 28 milhões de dólares.

A produção de arroz na Fazenda Luc Man ocorre numa área de 800 hectares, onde foi obtida uma colheita de quatro mil toneladas na última época agrícola, esperando-se que, este ano, a área seja alargada para dois mil hectares, nos quais se prevê uma colheita de 12 mil toneladas que serão descascadas e empacotadas na fábrica da fazenda, que tem capacidade para processar 70 toneladas por dia.

A mandioca produzida na fazenda é transformada em fuba de bombó no local, mas a produção de sumos só pode ter lugar depois da montagem dos equipamentos de uma unidade fabril na fazenda.

O ministro do Comércio, Jofre Van-Dúnem, elogiou a iniciativa e realçou que só com o investimento privado e a sua integração na cadeia logística do programa de comércio rural, será possível impulsionar a economia nacional, tendo como meta a diversificação da produção nacional.

JA com Angop

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button