Economia

Produtos do campo estragam por falta de compradores

Mbanza Kongo - Agricultores e camponeses do município de Mbanza Kongo, província do Zaire, afirmaram, nesta quarta-feira, que quantidades consideráveis de produtos do campo estão a deteriorarem-se em lavras por falta de compradores.

Abordados pela ANGOP, alguns agricultores afirmarem que desde que desde a implementação do Estado de Emergência no país, em Março, os produtos do campo “perderam o mercado” no município sede devido à limitação na circulação de pessoas e veículos automóveis.

Amílcar José, produtor de abacaxi, disse estar apreensivo com a deterioração da sua produção feita num espaço de cerca de dois hectares, por falta de compradores.

“Já não temos compradores. Todo mundo agora tem medo de ir às zonas de produção devido à pandemia da covid-19. Estamos diante de uma situação insustentável”, referiu.

Segundo o produtor, o pouco que consegue transportar só serve para o consumo da família, afirmando que à pandemia da covid-19 pode comprometer as previsões de colheita de produtos.

Já a camponesa Suzana Maria disse que antes os detentores de meios de transporte deslocavam-se até às lavras para a compra de produtos em grandes quantidades.

“Tenho quantidades enormes de milho seco e outros produtos guardados na lavra. Não tenho como escoar para o mercado, por falta de transporte”, exprimiu.

De acordo com a interlocutora, se a situação prevalecer por mais tempo poderá indiciar uma penúria alimentar para a população que sobrevive do campo.

O município de Mbanza Kongo é potencialmente agrícola, sendo a mandioca, banana, jinguba, gergelim, milho, feijão, abacaxi, citrinos e batata-doce os produtos mais cultivados.

Tags
Mostrar Mais

Bernardo Seculo

Jovem Empreendedor , Sonhador , Estudante Do Curso de Técnico De Informática, Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button