Educação

Cerca de 25.000 crianças fora do sistema de ensino

A sede municipal do Cuito, na província do Bié, necessita de mais de 200 salas de aula, para inserir cerca de 25 mil crianças no sistema de ensino e aprendizagem, segundo o administrador Avis Agostinho Vieira.

Cerca de 25.000 crianças fora do sistema de ensino
Em comunidades da capital do Bié existem também crianças que estudam em locais impróprios
Fotografia: Edições Novembro

“Mais do que enquadrar crianças nas salas de aula, há a necessidade de se trabalhar também para melhorar as condições daquelas que estudam em escolas com condições precárias”, referiu o administrador do Cuito, acrescentando que “estamos satisfeitos com a cooperação que existe entre a organização Raice e a Administração Municipal, que visa a continuidade da construção de infra-estruturas escolares”.
Avis Agostinho Vieira revelou que o contrato firmado entre a organização Raice e a Administração Municipal está a possibilitar a construção de 14 escolas no município do Cuito. O secretário da Igreja Evangélica dos Irmãos em Angola (IEIA), que tutela a organização Raice, disse haver disponibilidade para continuar a cooperação com as administrações municipais, no sector da Educação.
Adelino Capewa manifestou o propósito de continuar a apoiar projectos sociais virados para o desenvolvimento da comunidade. “A Raice tem disponíveis dois milhões de dólares para a construção de infra-estruturas de impacto social, onde houver necessidades”, acrescentou.

Nova escola

A população do bairro Piloto, no município do Cuito, capital do Bié, testemunhou há dias o início das obras de uma escola de oito salas, para o I ciclo, com capacidade para albergar mais de mil alunos.
O projecto, no âmbito do contrato entre a Administração Municipal e a organização Raice, afecta à Igreja Evangélica dos Irmãos em Angola (IEIA), visa fortalecer a rede de infra-estrutura do sector da Educação na província do Bié.
As obras estão orçadas em 44 milhões de kwanzas, financiados em partes iguais pela Administração Municipal e pela organização Raice. Os trabalhos de construção vão durar 220 dias.
O administrador municipal do Cuito, Avis Agostinho Vieira, que colocou a primeira pedra para a construção da escola, disse que o projecto enquadra-se nas acções do Governo que visam proporcionar condições dignas aos alunos.
“O Piloto é o bairro com mais registo de crianças fora do sistema de ensino”, sublinhou o administrador Avis Vieira, que garante que, no âmbito do acordo entre as duas instituições, a Administração Municipal do Cuito vai continuar a trabalhar para reduzir progressivamente o número de alunos que não encontram espaço para estudar.

Casas por concluir há anos

As obras de casas sociais, pertencentes ao projecto habitacional “Aldeamento Ki-cuia”, para os agricultores no município do Chinguar, estão paralisadas há mais de três anos, segundo o vice-governador do Bié para a Área Técnica e Infra-estrutura, José Fernando Chatuvela.
O vice-governador do Bié garantiu, entretanto, que dentro de alguns dias vão ser retomados os trabalhos para a conclusão das casas.
José Fernando Chatuvela sublinhou ser um projecto de impacto social, pelo que houve a necessidade de se trabalhar com a empreiteira, bem como com a empresa promotora do financiamento, para que as obras sejam concluídas o mais rápido possível.
“A instalação de redes de distribuição de água potável e de energia eléctrica, incluindo os serviços de caixilharia, são as etapas que faltam para concluir o projecto habitacional “Aldeamento Ki-cuia”, disse José Fernando Chatuvela, que lembrou ser possível concluir a obra em curto espaço de tempo.
A ministra da Acção Social, Família e Igualdade do Género, Faustina Fernandes Alves, mostrou-se preocupada com a paralisação das obras do “Aldeamento Ki-Cuia” e garantiu trabalhar para a sua conclusão.
Faustina Fernandes Alves explicou aos agricultores presentes na sua recepção a importância da conclusão do projecto, para o bem-estar das famílias camponesas. “Com a conclusão deste projecto será possível exercerem o vosso trabalho com mais dignidade e responsabilidade”.

JA

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button