Educação

HONORIS CAUSA PELA UCAN

A Universidade Católica de Angola (UCAN) atribuiu hoje a Alexandre do Nascimento, o único cardeal angolano, o título de doutor Honoris Causa em Direito, em reconhecimento pelo seu “excelente trabalho a favor da pátria e da humanidade”.

Acerimónia, que decorreu no auditório do edifício São João Paulo II, em Luanda, contou com a presença do vice-Presidente de Angola, Bornito de Sousa, deputados, bispos católicos, membros da reitoria da UCAN, estudantes e outras personalidades.

O texto de concessão do título de Doutor Honoris Causa em Direito foi aprestado na cerimónia pelo reitor da UCAN, José Vicente Cacuchi, que enalteceu os “feitos e o empenho” do cardeal na criação da universidade, há 20 anos.

“Confiro o título de Doutor Honoris Causa em Direito a sua eminência D. Alexandre Cardeal do Nascimento, em reconhecimento pelo seu excelente trabalho a favor da pátria, da humanidade e na criação desta que foi a primeira universidade privada de Angola, por se ter destacado como exemplo na sua geração, pelo seu espírito de determinação, pela sua alta erudição e cultura ecléctica”, assinalou.

O valor desta “máxima distinção” prevista no estatuto da Universidade Católica de Angola ao cardeal Alexandre do Nascimento, de 94 anos, foi igualmente realçado pelo magno chanceler da UCAN, José Manuel Imbamba.

Para o também vice-presidente da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST), esta cerimónia “marca tanto no plano simbólico quanto no plano real o início de uma nova fase” para a UCAN.

“A fase adulta, a fase de maturidade que se assinala com esta honrosa cerimónia de outorga a uma das mais prestigiadas figuras da nossa igreja de Angola e não só”, disse.

“É nossa convicção de que sua eminência é uma figura de dimensão e de grandeza ímpar e a melhor forma de o homenagearmos é também dar corpo à sua ideia de a UCAN formar quadros que habilitem Angola a trilhar os caminhos no futuro”, sustentou.

Ao tomar a palavra, o cardeal Alexandre do Nascimento, também Doutor Honoris Causa pela Universidade Clássica de Lisboa, considerou o momento com “um agradável encontro familiar” e agradeceu a iniciativa da reitoria da UCAN.

Segundo o homenageado, que fez uma incursão aos momentos, instituições e individualidades que marcaram a fundação da Universidade Católica de Angola, a criação da UCAN foi um sonho concretizado e que contou com a participação de “honrosos cidadãos”.

Por seu lado, o presidente da CEAST, o arcebispo Filomeno Vieira Dias, afirmou que a cerimónia teve duas dimensões, individual e institucional, “porque é a pessoa que se compromete com o todo, que desenvolve as suas faculdades para que outras pessoas possam ter acesso a educação de qualidade”.

A ministra da Cultura de Angola, Carolina Cerqueira, considerou a homenagem como um “prestígio para todos os angolanos”, porque o “perfil de cidadão, de homem da igreja, de intelectual, de homem de cultura fazem o cardeal numa referência nacional e internacional”.

“E o facto de lhe terem concedido o título Honoris Causa em Direito é mais do que merecido para um homem que dedicou toda a sua vida em defesa dos angolanos”, apontou.

Alexandre do Nascimento nasceu a 1 de Março de 1925, na província de Malanje e é o único cardeal angolano. Foi ordenado padre em 1952 e Bispo a 31 de Agosto de 1975, na diocese de Malanje. Foi elevado a cardeal a 2 de Fevereiro de 1983 pelo papa João Paulo II.

Lusa

Tags
Mostrar Mais

Ernesto

Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button