Educação

Instituto de Petróleos mostra-se às empresas

O projecto, com 80 por cento de execução física, foi apresentado terça-feira aos responsáveis do Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos (MIREMPET) e empresas do sector.

Instituto de Petróleos mostra-se às empresas
Instituto de Petróleos mostra-se às empresas

O instituto pretende formar quadros técnicos e superiores
Fotografia: Dr

O?Instituto Superior de Petróleos (ISP) vai contar com trinta e seis salas de aula, 18 laboratórios e diversos equipamentos de apoio como biblioteca, quadras de jogos, residências para estudantes e está a ser erguido no Sumbe, província do Cuanza-Sul, desde 2016.
Segundo o secretário de Estado para Geologia e Minas, o ISP pretende ser uma instituição vocacionada para atender as necessidades, visando diminuir o recurso ao capital humano estrangeiro.
“O MIREMPET gasta muito dinheiro anualmente com o envio de estudantes para o estrangeiro. Se tivermos angolanos bem formandos internamente as empresas operadoras e prestadoras de serviços terão menos custos em termos de recursos humanos”, disse Jânio Corrêa Víctor, que representou Diamantino Azevedo, ministro dos Recursos Minerais e Petróleos.
Chamado a apresentar as obras de construção, as dependências e as perspectivas em termos de currículo educativo, o director nacional de Formação de Quadros e Cadeira de Valor do MIREMPET, Domingos Francisco, explicou que “mais do que uma escola, espera-se que o ISP seja um laboratório de produção de técnicos especializados, prontos a trabalhar no sector”.
O responsável explicou ainda que os estudantes farão quatro anos de formação, sendo o primeiro para teoria intensiva, dois anos para fundamentos práticos e o ano restante para especialização e estágio, numa proporção de 60 por cento de prática e 40 por cento de teoria.
Apesar de ter sido criada uma comissão composta por especialistas do MIREMPET e do Ministério do Ensino Superior, Ciência e Inovação para cuidar dos estatutos da instituição e do currículo, Domingos Francisco solicitou o apoio de todas as empresas do sector petrolífero.

Ja

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button