Entretenimento

Cristiano e Messi num despique a dois

Num despique nunca antes testemunhado na história do prémio atribuído ao Melhor Jogador, instituído em 1956, pela FIFA, Cristiano Ronaldo e Lionel Messi continuam imparáveis numa disputa a dois pela conquista do galardão, como se o extenso mundo do futebol gravitasse à volta de ambos.

Os dois “monstruosos” jogadores suplantaram já a concorrência em termos de conquistas individuais. Segunda-feira, a FIFA, após votação dos seleccionadores, “capitães” das distintas selecções e jornalistas, voltou a atribuir a Ronaldo (com 43,16 por cento), pela segunda vez consecutiva, quinta no geral, 2008, 2013, 2014, 2016 e 2017, a Bola de Ouro. A distinção permitiu ao jogador português, de 32 anos, igualar o argentino Messi (19,25 por cento), 30 anos, cujos troféus foram ganhos em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015.

CR7 e La Pulga, alcunhas pelas quais são conhecidos no mundo do futebol, ficam definitivamente na história do “Desporto Rei”. Numa sã rivalidade, as duas maiores estrelas do futebol, Cristiano, do Real Madrid, e Messi, do FC Barcelona, prometem, ao que tudo indica, continuar a disputa renhida.

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button