Internacional

Koffi Olomidé volta a Paris

O músico congolês Koffi Olomidé está de volta a Paris, em liberdade com sua esposa e três filhos, marcando o fim da sua interdição em território francês imposta há 17 anos.

Koffi Olomidé volta a Paris
Koffi Olomidé volta a Paris

Fotografia: Dr

As imagens da família a passear em Paris, incluindo o filho mais velho Didi Stone, de 18 anos de idade, estão a circular nas redes sociais para confirmar que o cantor congolês, o mais popular, goza de liberdade de movimentos em França, onde não pisava os pés desde 2002.
As acusações de violação sexual feitas por três  dançarinas suas foram rejeitadas pelo Tribunal de Nanterre, por falta de provas por parte das queixosas, e ao cantor foi apenas aplicada uma pena de dois anos de prisão suspensa por agressões sexuais  e por ter feito entrar as dançarinas em França sem visto.
A notícia causou sensação no seio da diáspora congolesa na Bélgica, onde os seus muitos fãs pularam de alegria,  na Galerie d’Ixelles, centro de Matonge, o bairro africano de Bruxelas. hoje, Koffi Olomidé, acompanhado pela sua família e muitos fãs, visitou o túmulo do seu pai, que morreu em 2016, em França. O cantor não pôde comparecer ao funeral, por causa da proibição de entrada, na sequência das acusações de violação das dançarinas.
Koffi Olomidé certamente não poderá dar um concerto, até à confirmação pelos “Combatentes”, a oposição radical congolesa, muito activa em França, de que o evento não será perturbado.
Há pelo menos 10 anos, os grupos de música da RDC foram proibidos de se exibirem em França, acusados pelos “Combatentes” de terem glorificado o ex-Presidente Joseph Kabila.
Na diáspora congolesa, existe uma esperança real de que o Presidente eleito, Félix Tshisekedi, que viveu na Bélgica há muito tempo, lançará um apelo para acalmar os “Combatentes”.
Enquanto isso, as ex-dançarinas que terão feito “falsas  acusações” de violação não poderão voltar a Kinshasa, na RDC, onde milhares de fãs de Koffi Olomidé juraram vingar o seu ídolo.

JA

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button