Internacional

Pierre Bemba pede indemnização ao TPI

Jean-Pierre Bemba, presidente do Movimento de Libertação do Congo (MLC), reclamou ao Tribunal Penal Internacional (TPI) uma indemnização de mais de 70 milhões de dólares por ter estado preso durante 10 anos e ter visto serem confiscados os seus bens, noticiou ontem a RFI, no mesmo dia em que o ex-chefe dos serviços secretos ameaçou retaliar contra quem agora criticar Josep Kabila.

Pierre Bemba pede indemnização ao TPI
Pierre Bemba pede indemnização ao TPI

Jean-Pierre Bemba cumpriu 10 anos de cadeia em Haia
Fotografia: DR

Acusado de crimes de guerra e crime contra a Humanidade, supostamente cometidos na República Centro-Africana em 2002 e 2003, o político foi posto em liberdade em Junho de 2018, depois de 10 anos de prisão em Haia. Na sequência da prisão, o TPI mandou confiscar os seus bens, nomeadamente os que estavam em Portugal, na Bélgica e na RDC.
Jean-Pierre Bemba reclama 27 milhões de dólares pelos anos de prisão, dizendo-se vítima de um erro judicial, e mais 43 milhões pela degradação dos seus bens.
Quando foi preso, o TPI pediu a vários Estados para congelarem os seus bens e propriedades: vivendas de luxo e um Boeing 737, em Faro (Portugal), contas bancárias das quais algumas em offshore e seis aviões na RDC, da sua própria companhia aérea.

Advertência
O antigo chefe dos serviços secretos da RDC, Kalev Mutond, advertiu que não vai admitir a traição dos antigos colaboradores de Joseph Kabila.
“Alguns dos nossos antigos camaradas próximos do ex-Presidente Kabila estão a expor na praça pública, com arrogância e ódio, a sua traição” contra si, escreve Kalev num comunicado publicado pela AFP, denunciou o antigo homem forte de Kabila.

JA

Tags
Mostrar Mais

Ernesto

Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button