Internacional

Professor morre depois de doar medula óssea para ajudar rapaz de 14 anos

“Se é só um bocadinho de dor por um bocadinho de tempo e que pode dar a alguém anos de alegria, vale tudo a pena”. Foi assim que o professor Derrick Nelson falou, em fevereiro passado, sobre a sua decisão de doar medula óssea para ajudar um rapaz de 14 anos.

O liceu de Westfield, em Nova Jérsia, onde Nelson dava aulas e era diretor, comunicou agora que o docente faleceu no domingo, vítima de complicações decorrentes do procedimento. Não se sabe se o transplante foi concluído com sucesso, mas alguns especialistas indicam que a possibilidade de complicações neste procedimento, embora rara, existe.

O norte-americano estava registado como dador de medula óssea e, em fevereiro, foi contactado por um programa de doações por causa de um rapaz de 14 anos, residente em França, que precisava de um transplante urgente e que com o qual era compatível.

O professor de 44 anos de idade serviu na reserva militar do exército dos Estados Unidos e começou a lecionar no distrito escolar de Westfield em 2010, conforme escreve a Time.

A mayor de Westfield, Shelley Brindle, recorreu às redes sociais para homenagear o docente, dizendo-se “desolada” com a notícia. “Era um homem de um carácter e generosidade imensas, o seu legado vai perdurar nas gerações de estudantes cujas vidas foram por ele tocadas”, escreveu a mayor.

Existe uma petição a decorrer para mudar o nome do liceu de Westfield, em honra de Nelson, e conta já com quase 15 mil assinaturas.

Em baixo, as homenagens de alguns dos seus alunos, publicadas por um meio local. Os estudantes descrevem como o diretor “sorria sempre” e “olhava nos olhos” para falar com eles, enaltecendo também o seu serviço militar e à comunidade.

 

Fonte: NM/BA

Tags
Mostrar Mais

Ernesto

Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button