DestaqueInternacional

Tribunal chumba recurso solicitado pelo ex-ministro

O Tribunal de Recurso de Maputo chumbou o recurso contra o despacho de pronúncia do antigo ministro dos Transportes e Comunicações moçambicano e de dois antigos gestores num caso de corrupção na compra de aviões pela transportadora aérea nacional, segundo a imprensa moçambicana.

Paulo Zucula
Paulo Zucula

Tribunal chumba recurso apresentado por antigo ministro dos Transportes e Comunicação, Paulo Zucula, acusado de branqueamento de capitais
Fotografia: Dr

O semanário “Savana” escreve que o antigo ministro dos Transportes e Comunicações, Paulo Zucula, o antigo presidente das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), José Viegas, e o antigo director-executivo da General Electrics em Moçambique, Mateus Zimba, deverão ser julgados depois de lhes terem sido negados recursos do despacho de pronúncia no âmbito do referido caso.

O Ministério Público moçambicano acusa os três de associação para delinquir, participação económica em negócio, branqueamento de capitais e abuso de confiança.“Na verdade, mostram os autos que, desde a instrução preparatória até à instrução contraditória, bastante matéria foi reunida para permitir um julgamento sem penumbras, com um debate profundo de todos os intervenientes processuais e com a mediação do juiz da causa”, lê-se no acórdão do Tribunal Superior de Relação, divulgado pelo “Savana”.

Os três arguidos chegaram a ficar detidos em 2017, mas saíram em liberdade mediante pagamento de caução.A Justiça moçambicana acusa os três de terem recebido subornos no valor de 800 mil dólares na compra de duas aeronaves pelas Linhas Aéreas de Moçambique à brasileira Embraer.A acusação baseia-se em investigações levadas a cabo pela Justiça norte-americana às actividades da fabricante brasileira.

Em Março deste ano, o antigo ministro dos Transportes e Comunicações foi condenado a 14 meses de prisão por ter autorizado o pagamento de salários indevidos a gestores do Instituto de Aviação Civil de Moçambique, o regulador do sector.

JA

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button