Justiça

Acusado de ficar com 100 mil euros de empresário que queria transferir capitais de Angola

O Ministério Público português deduziu acusação contra um homem suspeito de se ter apropriado de 100 mil euros de um empresário a pretexto de intermediação na transferência de dinheiro de Angola para Portugal, informou hoje a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto, Portugal.
Acusado de ficar com 100 mil euros de empresário que queria transferir capitais de Angola

De acordo com uma nota publicada na página oficial da PGD do Porto na Internet, o arguido intitulava-se publicamente consultor financeiro e “alardeava conseguir junto das instituições financeiras angolanas legítimas saídas de divisas para outros países, entre eles Portugal”.

O caso remonta a 2016, quando o arguido terá sido procurado em Vila Nova de Famalicão, no distrito de Braga, por um empresário que pretendia transferir capitais de Angola para Portugal.

De acordo com a investigação, o arguido conseguiu que o empresário lhe entregasse 100 mil euros a título de começo de pagamento da comissão devida pela efetivação de uma transferência de um milhão de euros, de Angola para Portugal, que se comprometeu a realizar, o que nunca fez.

Na acusação, que foi deduzida a 23 de maio, o Ministério Público português imputa ao arguido a prática de um crime de falsificação de documento e outro de burla qualificada.

Lusa

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button