AngolaNotícias

Obras das ruas de Caxito ficam concluídas este ano

O ministro das Finanças, Archer Mangueira garantiu esta segunda-feira, no município do Dande, província do Bengo que as obras do projecto integrado da vila de Caxito vão ser concluídas ainda este ano, pelo que merecem uma atenção especial.

O ministro que falava durante uma visita às obras de subordinação central e local, revelou que tem, igualmente, por missão preparar a próxima reunião da Comissão Económica do Conselho de Ministros, que a região vai albergar brevemente. Disse que ao longo da visita, foi possível identificar alguns projectos que garantem maior dignidade às populações da região, tendo realçado a necessidade de se definirem prioridades.
“Vamos procurar equacionar e, resolver os problemas mais prementes das populações do Bengo, com soluções de curto e médio prazo e solucionar as principais preocupações apresentadas pela governadora para que sejam resolvidos”, rematou. A província do Bengo, possui sete importantes programas que aguardam financiamento, designadamente a construção das infra-estruturas integradas de Caxito, Conclusão da estrada Caiengue/Muxaluando e a construção da circular de Caxito.
Constam ainda, no programa, a construção das infra-estruturas integradas do Panguila e de uma zona residencial de 300 hectares nas Mabubas, ponte sobre a lagoa do Panguila e a electrificação dos Dembos, Pango Aluquém, Bula Atumba e Nambuangongo.
De acordo com o programa, as obras em Caxito estão executadas a 30 por cento e estão orçadas em 69.173 dólares. O plano prevê redes viárias com 9,30 quilómetros, pluviais, águas residuais, telecomunicações, num raio de 23 quilómetros está avaliado em cerca 23 mi-lhões de dólares.
Relativamente aos restantes projectos, o governante defendeu uma solução estudada, concertada e acautelada entre o seu pelouro, governo provincial do Bengo, bem como os vários departamentos ministeriais. No conjunto destes programas existentes, eu particularmente destaco as obras da zona habitacional do Panguila, onde existem outros que foram apresentados, mas o trabalho interno poderá oferecer as devidas respostas.Em relação aos 16 quilómetros de estrada entre a vila de Caiengue/Muxaluando, no município do Nambuangongo, o ministro das Finanças defendeu, na ocasião, uma concertação com o Ministério da Construção para a sua conclusão e posterior reabilitação das zonas em degradação.
Quanto à questão da empresa das Águas e Saneamento do Bengo, que actualmente se encontra sem um orçamento, o ministro indicou que após a partilha de ideias com a mesma solução encontrada é concertação entre o Ministério da Energia e Águas e as Finanças.
Para Mara Quiosa, a conclusão das obras referentes a exercícios anteriores, é naturalmente uma preocupação do Executivo, pois as obras estão totalmente paralisadas, em função do actual contexto económico e financeiro do país. A governadora realçou ser importante a conclusão das obras do projecto integrado da Vila de Caxito, Panguila e Ma-bubas pois vão dar maior dignidade à região e às populações, além de permitir maior mobilidade.
Mara Quiosa espera, no entanto ver resolvidos os programas dos fogos habitacionais por municípios, de uma provável centralidade na vila de Caxito e a construção da cidade na zona do Lembeca. Durante a sua presença no Ben-go, o governante acompanhado de quadros seniores do seu Ministério, visitou projectos prioritários do município do Dande, infra-estruturas integradas de Caxito, 300 hectares das Mabubas, circular de Caxito, centro de distribuição do Panguila e o dique de protecção das águas do rio.

Fonte: JA/LD

Tags
Mostrar Mais

Ernesto

Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button