Ocupação desordenada do Mussulo atenta contra o ecosistema

A ocupação desordenada da península do Mussulo (Luanda) atenta contra o ecossistema local, revelou hoje (terça-feira) o director do Gabinete Técnico de Gestão da Requalificação e Desenvolvimento Urbano do Perímetro Costeiro da Cidade de Luanda, Futungo de Belas e Mussulo, Rodrigo dos Santos.

O director, que falava na apresentação pública do Plano Director de Requalificação Urbana da Península do Mussulo, ressaltou que esta situação torna premente a acção do Estado para disciplinar a ocupação e uso do solo urbano.

Rodrigo dos Santos referiu que o Mussulo precisa ser protegido e melhorado para oferecer um estilo de elevada qualidade de vida aos seus moradores, proprietários de segundas residências e visitantes, de forma a garantir acesso a serviços e emprego.

O responsável salientou a necessidade da prevenção da beleza da zona para sua reinvenção como um destino turístico sustentável, que garanta a protecção da paisagem e uma economia forte e independente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *