AngolaNotícias

Polícias disparam mortalmente por engano contra um jovem

O jovem Adelino Félix dos Santos, de 33 anos, foi atingido mortalmente pelos agentes da Ordem Pública, supostamente por engano, quando perseguiam quatro indivíduos, que acabaram por ser baleados, até ao bairro do Sambizanga, que na altura haviam furtado, na zona do Zango 4, em Viana, uma viatura de marca I10.

Fotografia: DR

O tio da vítima, Francisco João, disse que o seu familiar foi baleado inocentemente, porque na altura dos disparos se encontrava próximo de casa e, ao tentar fugir, tal como os demais, dado o alvoroço que se criou no bairro, foi atingido mortalmente.
“O malogrado deparou-se com os agentes da Polícia e implorou-lhes dizendo que não era bandido, mas, mesmo assim, foi atingido com três tiros junto a porta de casa, tendo encontrado a morte imediatamente”.
Francisco João, visivelmente revoltado, afirmou que os familiares apresentaram reclamação de protesto junto a Direcção de Inspecção do Comando Provincial de Luanda, no sentido de reparar-se os danos e repor-se a verdade.
Adelino Félix dos Santos deixa viúva grávida e dois filhos menores. Até há bem pouco tempo, funcionou na empresa Cuca.
O director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da Delegação Provincial do Ministério do Interior em Luanda, intendente Mateus Rodrigues, explicou que os quatro marginais roubaram um a viatura de marca Hyundai I10, no Zango 4, por volta das 19 horas, a um jovem na via pública.
Mateus Rodrigues informou que os meliantes levaram o proprietário da viatura até a auto-estrada, onde este aproveitou a distracção dos meliantes e conseguiu escapar, tendo, de seguida, apresentado queixa junto a uma esquadra de Polícia, em Viana.
Como a viatura dispunha do dispositivo GPS, prosseguiu o intendente, a Polícia Nacional em Viana movimentou uma patrulha que os perseguiu, tendo-os alcançado na rua 12 de Julho, no Sambizanga, município de Luanda.
Disse que depois de serem abordados pelas forças policiais, os marginais reagiram com rajadas de armas de fogo em direcção aos efectivos em serviço.
Em reacção, explicou, os agentes da Polícia atingiram mortalmente quatro meliantes, mais o jovem Adelino Félix dos Santos.
Em relação à morte, supostamente por engano, do jovem Adelino Félix dos Santos, Mateus Rodrigues disse que o departamento de Inspec-ção da Polícia Nacional em Luanda abriu um processo de investigação.

Tags
Mostrar Mais

Ernesto

Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button