Política

Angola e Brasil rubricam acordo em matéria de segurança

Luanda - As Repúblicas de Angola e Federativa do Brasil assinaram, esta quinta-feira, em Luanda, um acordo de cooperação em matéria de segurança e ordem interna.

O ministro do Interior, Eugénio Laborinho, e o ministro de Estado das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, foram signatários do instrumento jurídico.

A cerimónia decorreu após uma reunião ministerial sobre Consultas Políticas entre delegações de ambos países co-orientada pelo ministro angolano das Relações Exteriores, Manuel Augusto, e o seu homólogo brasileiro, Ernesto Araújo.

Na ocasião, Manuel Augusto destacou as relações económicas e sociais “ambiciosas” que os dois países têm, para o bem-estar dos seus povos.

Para a resolução de alguns problemas sociais, referiu que Angola conta com o apoio do Brasil, e, durante a permanência do governante no país, poderão ser redefinidos novos modelos de financiamento.

“Vamos redefinir a nossa cooperação financeira, as linhas de crédito, com base na actuação do novo governo do Brasil, e continuar a beneficiar dessa vontade da parte brasileira”, afirmou Manuel Augusto.

O ministro das Relações Exteriores considera que, por esta via, Angola conseguirá concretizar alguns projectos mais importantes, com prioridade para as infra-estruturas no sector energético, agro-indústria, agricultura, comunicações e telecomunicações.

Destacou que Angola continua na “linha da frente” na cooperação com a República Federativa do Brasil.

Por seu turno, o ministro de Estado das Relações Exteriores do Brasil informou que o documento assinado hoje formaliza o protocolo de formação de quadros para o combate à criminalidade e a intensificação das relações conjuntas em matérias de defesa.

O memorando visa ainda a troca de informações sobre a criminalidade transnacional, além de transmitir a experiência brasileira no combate ao crime urbano que, segundo disse, no Brasil, reduziu, no último ano, para vinte por cento.

Por outro lado, o governante brasileiro manifestou a intenção de contar com o apoio de Angola para se afirmar no continente africano.

A jornada do ministro brasileiro reserva um encontro, ainda hoje, com a ministra angolana das Finanças, Vera Daves.

Sexta-feira, último dia da visita, vai dissertar uma palestra, nas instalações do Ministério das Relações Exteriores, sobre “A Politica Externa do Brasil”.

Angola e Brasil estabeleceram relações diplomáticas a 12 de Novembro de 1975. O Brasil foi o primeiro país a reconhecer a independência de Angola (proclamada a 11 de Novembro de 1975).

Cinco anos depois (1980), os dois países assinaram o Acordo Geral de Cooperação Económica, Técnico-cientifica e Cultural, instrumento que constitui a base fundamental para o desenvolvimento da cooperação bilateral. Em 2010, assinaram o acordo de parceria estratégica.

Tags
Mostrar Mais

Bernardo Seculo

Jovem Empreendedor , Sonhador , Estudante Do Curso de Técnico De Informática, Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button