Procurador Geral propõe-se combater branqueamento de capitais

O combate à criminalidade, com realce aos crimes de ?colarinho branco?, ao branqueamento de capitais, à corrupção e ao nepotismo, estão entre as prioridades da Procuradoria-Geral da República (PGR), numa meta a ser alcançada a médio e curto prazos.

Fonte: Angop

A informação foi prestada à imprensa nesta quinta-feira pelo Procurador-Geral da República, Hélder Pitta Grós, após ter sido empossado no cargo pelo Presidente da República, João Lourenço.

Quanto à celeridade dos processos crimes que estão sob tutela da instituição, Hélder Pitta Grós afirmou que a perspectiva é tratar todos os casos com celeridade.

 

No acto, que decorreu no Palácio Presidencial, tomaram posse o Procurador-Geral da República, Hélder Pitta Grós, os vices-procuradores gerais da República, Luís da Mota Liz e Adão Adriano António, este último para a Esfera Militar e Procurador Militar das Forças Armadas Angolanas (FAA).

Foram igualmente empossados Domingos Manuel Dias, Celestino Paulo Benguela, Júlia Rosa Agostinho Pereira de Lacerda Gonçalves e João Luís de Freitas Coelho, nos cargos de procuradores gerais-adjuntos da República.

Por inerência de função o vice-procurador geral da

República para a Esfera Militar e Procurador Militar das FAA, Adão Adriano António, foi promovido, na ocasião, ao grau militar de General, pelo Comandante em Chefe das Forças Armadas Angolanas, o Presidente da República, João Lourenço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *