AngolaSaúde

Angola tem défice de técnicos para diagnóstico e terapêutica

O Conselho Nacional de Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica de Angola ((CNTDTA) tem em actividade, no país, mais de 800 profissionais, um número considerado insuficiente, na abertura, segunda-feira, do IV Congresso Nacional de Valências em Tecnologias de Saúde, a decorrer até amanhã, em Luanda.

técnicos para diagnóstico e terapêutica
técnicos para diagnóstico e terapêutica

País tem apenas 800 profissionais de diagnósticos e terapêutica considerado insuficiente
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

O evento, que decorre na Universidade Jean Piaget, município de Viana, reflectiu, durante cinco dias, sobre a ética laboral e divulgar as 28 profissões de carreiras profissionais de diagnóstico e terapêutica, inseridas no Serviço Nacional de Saúde.
A porta-voz, Vitoria Fortunato, informou que o congresso dá também ênfase à necessidade de os técnicos de diagnóstico e terapêutica participarem em acções técnico-científicas fora e dentro do país, para a progressão na carreira e a continuidade do processo de formação.
No congresso participam, entre outros, técnicos de análises clínicas, farmácia, fisioterapia, podologia, bioquímica, biofísica, nutrição e dietética.
O congresso incluiu um programa de rastreio e avaliação de fisioterapia e análises clínicas, assim como a realização de cursos pré-congressos.
As pessoas interessadas no rastreio devem dirigir-se às salas disponibilizadas pela Universidade Jean Piaget para serem avaliadas e assistidas, informou a porta-voz do congresso.
Por sua vez, o director do Conselho Nacional de Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica de Angola, António Gomes, considerou o congresso “o despertar de novas realizações na área da tecnologia da saúde,

JA

Tags
Mostrar Mais

Ernesto

Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button