Saúde

Casos de tuberculose associados ao VIH/Sida

Pelo menos um em cada dez doentes, que dão entrada no Hospital Sanatório da província do Huambo, tem tuberculose associada ao VIH/Sida, revelou ontem o director clínico, Bengui André.

Casos de tuberculose associados ao VIH/Sida
Casos de tuberculose associados ao VIH/Sida

Hospital Sanatório local tem vários pacientes com VIH/Sida
Fotografia: Edições Novembro

Segundo o responsável, desde Janeiro do ano em curso foram registados 326 casos de tuberculose e 40 com VIH/Sida. “São números alarmantes sobretudo por grande parte dos casos estarem a registar-se em mulheres dos 16 aos 30 anos”, disse. Bengui André in-formou que as pessoas diagnosticadas com estas doenças são provenientes das províncias de Benguela, Bié, Cuando Cubando e dos bairros periféricos da cidade do Huambo, “cujas condições de habitabilidade não são das melhores, em termos de saneamento básico”.
Em relação aos fármacos, o responsável disse que a província é mensalmente abastecida com vários lotes. “Nesta vertente o quadro melhorou significativamente em relação ao ano passado”, tendo sublinhado que muitas pessoas infectadas com o vírus do VIH/Sida aparecem na instituição com tuberculose, diarreia, doença da pele e hepatite.
Por outro lado, disse que “um dos problemas que preocupa a direcção do hospital é o abandono de doentes com tuberculose por parte de familiares. Muita gente pensa que a tuberculose não tem cura e se o doente voltar a casa poderá transmitir a doença aos familiares”, destacou, para acrescentar: “se na família houver um membro com tuberculose, este deve ser levado imediatamente ao hospital. Não vale a pena manter alguém em casa com tosse muito forte, pois, há probabilidade de transmitir a doença a toda família”.
O director clínico do Hospital Sanatório do Huambo referiu que a má alimentação, falta de higiene, tabagismo, alcoolismo ou qualquer outro factor que gere baixa resistência orgânica, têm contribuído para o surgimento e aumento de casos de tuberculose na província.

JA

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button