Saúde

HOSPITAL PEDIÁTRICO DO SUMBE SEM PRODUÇÃO DE OXIGÉNIO

O Hospital Pediátrico no município do Sumbe, província do Cuanza Sul, deixou de produzir oxigénio há sete meses, por avaria no compressor, provocada pela última inundação registada na unidade hospitalar.
Cuanza Sul: Hospital pediátrico do Sumbe sem produção de oxigénio
HOSPITAL PEDIÁTRICO DO SUMBE SEM PRODUÇÃO DE OXIGÉNIO
Dreamstime

O facto foi constatado na tarde de hoje, após uma visita efectuada à aquelas instalações pelo Governador provincial do Cuanza Sul, Job Castelo Capapinha.

O técnico electrónico do hospital, Cardoso Narciso Júnior, disse que a direção da instituição esta a envidar esforços para colocar um novo compressor e voltar a produzir oxigénio, tendo em conta os pacientes que devem ser assistidos com este produto.

De acordo com o técnico do hospital, a fábrica tem uma capacidade de produzir 13 mil litros por hora, e, em pleno funcionamento, não  haveria necessidade de se comprar o produto no Lobito ou Luanda, criando inúmeros transtornos aos pacientes.

Para a directora do Hospital Pediátrico, Andreza Diogo, a paralisação da fábrica tem provocado alguns transtornos no funcionamento da unidade hospitalar, porque tem que se adquirir fora da província.

“Desde o ano passado que estamos com a paralisação da fábrica, por isso, já foi adquirido no exterior do país um outro compressor para que o hospital volte a produzir oxigeno.

Quanto as doenças, a directora disse que os casos de malária e doenças respiratórias lideram os internamentos, 205 casos, com um atendimento diário de 150 pacientes dia.

Referiu que o hospital tem medicamentos suficientes para assistir os doentes internados.

O Hospital Pediátrico é uma unidade sanitária de referência do II nível, tem capacidade de internamento de 173 lugares, é dotado de áreas de medicina, pediatria, banco de urgência, cirurgia, ortopedia, RX, hemoterapia, bloco operatório, farmácia e consultas externas, conta com 12 médicos e 96 enfermeiros.

Em Março de deste ano, hospital ficou inundado devido as fortes chuvas que se bateram na cidade do Sumbe e as crianças internadas foram evacuadas para o Hospital 17 de Setembro e, em Abril, regressaram para o Hospital Pediátrico, depois da retirada da água.

Sapo

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button