Saúde

Sarampo causa mais quatro óbitos no Hospital de Saurimo

O Hospital Municipal de Saurimo registou, nas últimas 24 horas, quatro óbitos por sarampo e 109 casos suspeitos da doença, informou, ontem, o secretário de Estado para a Saúde Pública, durante um balanço apresentado no termo da sua estadia de cinco dias à província da Lunda-Sul.

Sarampo causa mais quatro óbitos no Hospital de Saurimo
Sarampo causa mais quatro óbitos no Hospital de Saurimo

Em todos os municípios da província da Lunda-Sul existem equipas do Ministério da Saúde a vacinarem contra o sarampo
Fotografia: Jesus Silva | Edições Novembro

José Cunha desembarcou em Saurimo acompanhado de uma equipa de 30 médicos, e com 25 mil doses de vacina de um lote de medicamentos diversos para o combate à doença.
O secretário de Estado disse, no final da visita, que o quadro clínico da província, em relação aos dias anteriores, já é animador e “está marcado por celeridade e eficiência no tratamento dos pacientes, formação de vacinadores e mobilizadores para a mega campanha, que inicia hoje, de imunização de mais de 80 mil crianças, dos zero aos cinco anos”. Desde o início do surto as autoridades notificaram 51 óbitos, num universo de 1.420 casos.
Em face destes números alarmantes, foi reforçado, no interior da província, o fornecimento de medicamentos e vacinas, particularmente no município de Muconda, situado a 180 quilómetros da cidade de Saurimo.
José Cunha disse ainda que a presença de especialistas em Pediatria, Oftamologia e Medicina Interna, no Hospital de Saurimo, aumentou as valências no que toca à qualidade de atendimento aos pacientes.
Entretanto,123 activistas e efectivos das Forças Armadas Angolanas, do Ministério do Interior e voluntários adstritos às igrejas e ao sector da Educação estão a participar no Programa de Vacinação porta-a-porta.
José da Cunha disse, também, que durante as visitas em várias unidades hospitalares da província, havia um número elevado de pacientes internados com HIV/Sida.

JA

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button