Sociedade quer uma Polícia mais presente e capacitada

A sociedade clama por uma Polícia mais presente, oportuna, capacitada e mais consciente,reconheceu,ontem, em Luanda,o comandante-geral da Polícia Nacional na cerimónia de abertura do ano de instrução operativa e patriótica, decorrida no Instituto Superior de Ciências Policiais e Criminais Osvaldo Serra Van-Dúnem.

Fotografia: Edições Novembro

O comissário-geral Paulo de Almeida afirmou que o polícia de hoje deve ser um agente público de várias valências e um autodidacta em questões políticas, jurídicas, económicas e sociais. “Ao abrimos o ano de instrução operativa e patriótica, o Comando Geral quer que a Polícia esteja dotada de conhecimentos susceptíveis de dar respostas satisfatórias às várias inquietações da segurança pública”, realçou o comissário-geral Paulo de Almeida.

A realidade actual, de acordo com Paulo de Almeida, mostra que a Polícia é chamada a intervir em quase todos os sectores da vida pública e a nova transversalidade traz uma referência incontornável na aplicação das políticas públicas do país e na garantia da paz, da reconciliação nacional e da ordem e tranquilidade públicas.

JA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *