Sociedade

Angolano distinguido em Moçambique

O jovem angolano, Gabriel Magalhães, foi galardoado, em Cabo Delgado – Moçambique, com o diploma de honra “Padrinho dos Estudantes”, pela Faculdade de Gestão de Turismo e Informática da Universidade Católica de Moçambique, pelo seu empenho na apresentação da aula de sapiência, durante a abertura solene do ano académico 2019.

Angolano distinguido em Moçambique
Angolano distinguido em Moçambique

Gabriel Magalhães é mentor do projecto académico “Luanda Preparatório Universitário – LPU”
Fotografia: Dombele Bernardo | Edições Novembro | Lubango

Gabriel Magalhães dissertou o tema “O papel da universidade para a promoção da solidariedade e a humanização do cidadão moçambicano”. Mentor do projecto académico “Luanda Preparatório Universitário – LPU”, uma instituição vocacionada na preparação de jovens estudantes finalistas que pretendam ingressar para o ensino superior e durante o processo de formação universitária, Gabriel Magalhães é autor do livro “Como ser um bom aluno e ter sucesso na universidade”.
A publicação é direccionada basicamente aos estudantes, professores e todos os agentes do sistema de ensino, quer geral quer universitário. Gabriel Magalhães foi ainda outorgado com o certificado de curso de elaboração de trabalho científico, pela Universidade Católica de Moçambique, e recompensado pela Escola Superior de Ética, com uma estatueta com a sua imagem esculpida em madeira, uma réplica do livro do estudante em madeira e o logótipo do consultório académico Luanda Preparatório Universitário, que é a instituição que patrocinou e dá suporte a produção do livro “Como ser um bom aluno e ter sucesso na universidade”.
O também coordenador do Luanda Preparatório Universitário, Gabriel Magalhães (O Padrinho dos Estudantes) afirmou que foi convidado a dissertar uma série de palestras nas universidades públicas e privadas, nas igrejas, nas escolas e em várias instituições.
“Fui convidado a preleccionar várias palestras sobre a metodologia de investigação científica e métodos eficientes de estudo, dirigidos aos professores e estudantes, encarregados de educação, finalistas de várias universidades públicas e privadas”.
Nas terras de Samora Machel, Gabriel Magalhães aproveitou para apresentar e comercializar a sua mais recente obra literária “Como ser um bom Aluno e ter sucesso na universidade”. Sublinhou que o livro esgotou em pouco tempo e passou a ser o mais lido pelos estudantes da Universidade Católica de Moçambique.
Licenciado em Ciência Política pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto e licenciando em psicologia pelo ISTA, Gabriel Magalhães, em declarações ao Jornal de Angola, afirmou que “a distinção serve de incentivo para os jovens angolanos se dedicarem mais à investigação científica e às questões ligadas ao país”.
Mais do que um prémio que reconhece o empenho individual, o jovem realçou o contributo colectivo que lhe está associado, sobretudo o apoio da família. “No ano passado, levei cerca de 200 livros e agora levei 500 que em pouco tempo esgotaram e os estudantes já estão a solicitar a reimpressão do livro”, disse o coordenador geral do Luanda Preparatório Universitário.
Questionado sobre como surgiu o convite da Universidade Católica de Moçambique, explicou que em 2018 publicou o livro denominado “Como ser um bom aluno e ter sucesso na universidade” que foi publicitado nas redes sociais e na televisão.
Foi por essas vias que surgiu o convite da Faculdade de Gestão de Turismo e Informática da Universidade Católica de Moçambique. Explicou que em Junho de 2018, foi convidado pela Universidade Católica de Moçambique para participar na primeira conferência nacional sobre metodologia de investigação científica no contexto das pós-graduações.
“Num universo de vários conferencistas nacionais e internacionais tive a honra de ser convidado como conferencista principal onde falei a cerca da investigação científica, desafios e oportunidades”, disse.
O homenageado agradeceu o gesto sublinhando que a sua dedicação na preparação dos jovens interessados a ingressar no ensino superior tornou-se uma paixão há uma década. Aproveitou a sua estadia em Maputo para celebrar um acordo de cooperação com a universidade católica que vai permitir o envio de um estudante da Luanda Preparatório para frequentar o ensino superior naquele país do indico.

JA

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button