Sociedade

Como está a democracia em Angola?

Em entrevista à Voz da América, o cientista político Issau Agostinho explicou que em Angola existem vários processos democráticos, no centro dos quais figura a província de Luanda.

Fonte: VOA

Como está a democracia em Angola?
Como está a democracia em Angola?

“Muitas vezes confundimos a abertura que Luanda tem com o resto do país”.

Agostinho citou, por exemplo, que a liberdade de imprensa e o respeito aos direitos civis e políticos dos cidadãos são tratados de forma diferente em outras províncias.

Em casos específicos, o especialista disse que há uma necessidade de um empenho maior para que se tenha uma certa igualdade entre os processos democráticos.

Ele citou diversos exemplos de desigualdades no processo, destacando a seca no sul de Angola, e como ela de certa forma viola os direitos econômicos e sociais dos angolanos.

“A lentidão da resposta para este assunto é reflexo do grau de respeitabilidade e aplicação dos direitos civis e políticos angolanos”.

Em Luanda e Benguela, Agostinho considerou o processo encorajador, sobretudo no que diz respeito ao discurso político que começa a ser assumido no país.

De qualquer forma, o especialista classificou o processo de democratização em Angola como irreversível. E acrescentou que isso é resultado da força de vários movimentos e dos próprios partidos políticos, tanto do governo como da oposição.

Agostinho mencionou uma análise da organização não-governamental Afrobarómentro, que publica estudos de opinião sobre democracia e boa governação em mais de 35 países, e que constatou que 42% dos africanos demandam a democracia.

“Quer dizer, já há um nível muito elevado de consciência democrática dos próprios africanos”.

A democratização de Angola é o tema de uma obra que ele irá lançar esta semana em Luanda.

 

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button