Governo dá 15 dias para investigar morte de homem à porta de hospital em Luanda

A comissão de inquérito criada pelo Ministério da Saúde de Angola para apurar os factos que levaram à morte de um homem, à porta de um hospital, em Luanda, tem 15 dias para apresentar resultados.

Em causa está a morte de um homem de 31 anos, no domingo, depois de ter sofrido um acidente de viação, tendo procurado socorro, no Hospital do Kapalanga, município de Viana, arredores da capital, mas sem efeito, segundo denúncia dos familiares da vítima.

Num documento do Ministério da Saúde é referido que a comissão, coordenada pelo Inspetor-Geral de Saúde, António Armando, inclui também representantes do gabinete provincial de Saúde de Luanda e da Ordem dos Enfermeiros.

No prazo de 15 dias, a referida comissão deverá apresentar um relatório circunstanciado da ocorrência, com a indicação dos factos e dos eventuais responsáveis, bem como emitir recomendações tendentes a prevenir a ocorrência, no futuro, de situações semelhantes.

De acordo com a mãe da vítima, Maria Luísa Martins, o filho sofreu o acidente à entrada do Zango, município de Viana, e foi inicialmente transportado para uma unidade hospitalar daquela zona, sendo mais tarde transferido, para o Hospital do Kapalanga.

Naquela unidade sanitária, Maria Luísa Martins contou que não havia uma maca para retirar o paciente da viatura que o transportou, faltando igualmente combustível para a ambulância, tendo o homem acabado por morrer à porta do hospital alegadamente sem qualquer assistência.

Lusa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *