Sociedade

Governo reassenta vítimas das Chuvas no Cuanza Norte

Ndalatando - O governo da província do Cuanza Norte está a desmatar 60 hectares de terra para o reassentamento, a partir de Maio, dos cidadãos afectados pelas intensas chuvas registadas na última sexta-feira, na cidade de Ndalatando.

No espaço, localizado no “Bairro 11”, arredores da cidade de Ndalatando, serão loteados, inicialmente, 265 parcelas de terras que serão entregues a igual número de famílias atingidas pelas chuvas, para construção auto-dirigida.

Em declarações à imprensa, hoje, terça-feira, o vice-governador do Cuanza Norte para a área técnica e infraestruturas, Mendonça Luís, informou que é também intenção das autoridades aproveitar o espaço para o reassentamento de famílias que construíram em zonas de risco, como encostas de montanhas, leitos de rios, cursos de água, entre outros.

O governante explicou que será feito o loteamento de 265 parcelas, até sexta-feira, num total de 400 a 500 que serão concluídos até Maio.

Serão igualmente feitos arruamentos e reservados espaços para construção de equipamentos sociais, sendo que o local conta já com uma escola do ensino primário e I ciclo do ensino secundário e uma unidade hospitalar, erguidos no âmbito do Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

A população afectada pelas cheias encontra-se alojada em casas de familiares e em casas arrendadas, esclareceu o vice-governador.

As chuvas provocaram, segundo o Serviços de Protecção Civil e Bombeiros, a destruição de 265 residências.

Ficaram inundadas mil 515 residências, nalguns casos devido ao transbordo dos rios Muembeji e Catenda.

No total, oito mil 902 pessoas foram afectadas pelo temporal em Ndalatando.

As  zonas mais afectadas foram os bairros Ilha, Sambizanga, Quibuangoma e Camundai.

Desde o inicio da época chuvosa, em Setembro de 2019, mais de duas mil famílias foram desalojadas pelas chuvas em vários municípios da província do Cuanza Norte.

No âmbito do Programa Integrado de Intervenção Municipal (PIIM) serão realizadas, ainda este ano, trabalhos de desassoreamento do rio Muenbeji e de melhoria da ponte sobre o rio Catenda, para evitar o transbordo desses cursos de águas em épocas chuvosas.

Tags
Mostrar Mais

Bernardo Seculo

Jovem Empreendedor , Sonhador , Estudante Do Curso de Técnico De Informática, Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button